segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Labele Konfundi Servisu Estadu Ho Politika Grupu

DILI - Primeiru Ministru Mari Alkatiri hateten, bainhira deside hari Komisaun Funsaun Publika deside ho intensaun ida dispolitiza Funsaun Publika, atu lafo dalan funsionariu sira halo fali politika bainhira sira servisu hanesan funsionariu.

Ita hanesan rai ida foin idade tinan sanulu resin lima, ita buka ona dalan exemplu ida ke diak liu hotu, para atu implementa iha ita nia rai, hau hatene katak misaun ida nee iha servisu boot tebes atu implementa politika ida nee,” dehan PM Mari, liu husi diskursu, bainhira fo pose ba Komisariu Funsaun Publika Antonio Freitas, iha salaun Palasiu Governu, Segunda (20/11/2017).

Komisaun Funsaun Publika tuir Xefi Governu katak, komisaun ida bele garante kualidade teknika Funsaun Publika, ohin mai iha nee para fo pose ba Komisarius Antonio Freitas foin tama.

Maibe nia funsau rasik, funsaun ba disiplina mai troka veterana ida agora embaxadora Olandina Caero iha Malaysia, funsaun ida disiplina nee tenke halo ho imparsialidade, tanba hare buat saida maka atu trata.

Iha fatin hanesan Komisariu Funsaun Publika Antonio Freitas hateten hanesan nia kompremisiu de ondra hamrik iha nee atu serviu makina Estadu, nia sei hatudu dedikasaun imparsialidade, transparansia no servi ba makina Estadu.

Partisipa iha tomada de pose nee maka hanesan Permeiru Ministru Mari Alkatiri, Prezidente Komisaun Funsaun Publika Faustino Cardoso, Ministru e Estadu e Ministru de Rekursus Minarais Mariano Assanami Sabino, Ministru Adjunto du Primeiru Ministru Para Asuntu de Governasaun Jose Maria dos Reis, Ministru ESTATAL Valentin Ximenes, Sekertairu Estadu Konselu Ministru e da Komunikasaun Sosial Matias Boavida, Komisariu no Komisaria sira iha Komisaun Funsaun Publika.  

Carme Ximenes | Suara Timor Lorosae

Branco: Mosaun Sensura Hanesan Asaltu Poder

DILI - Mosaun sensura neebe parte Bloku Opozisaun Parlamentar Aprejenta, hanesan asaltu poder maske mosaun sensura nee iha konstitusaun preve ona iha artigu 111.

Kestaun nee hatoo husi xefi bankada fretilin Deputadu Francisco Miranda Branco, ba jornalista sira, segunda (20/11/2017) nee katak mosaun sensura nee asaltu poder.

Maske nune deputadu branco la menta katak, tenki rejista kuandu parlamentu simu ona proposta orsamentu governu.

Nunee mos Deputada Maria Teresa Gusmao dehan mosaun sensura nee los iha konstituisaun preve, maibe kestaun hatoo mosaun sensura nee wainhira mosu erru ruma, hanesan Parlamentu la halo nia fungsaun ho diak no governu mos la halo nia funsaun.

Entertantu Ministru Prezidensia i Konsellu Ministru Adriano do Nascimento hateten mosaun sensura neebe Bloku Aliansa Maioria Parlamentar hatoo nee hanesan direitu, maibe direitu nee tuir konstituisaun neebe sei iha dalan atu deskuti. 

Maria Lay-Carme Ximenes | Suara Timor Lorosae

GMN TV | Jornal Nacional


GMN TV

Oposição timorense rejeita urgência de orçamento retificativo


Díli, 20 nov (Lusa) - A oposição timorense, maioritária no Parlamento, chumbou hoje um pedido de tramitação com urgência da proposta de lei do Orçamento Retificativo apresentado pelo Governo, criticando o conteúdo e o momento de apresentação do texto.

O chumbo do pedido de urgência marcou uma tensa sessão plenária do Parlamento Nacional que arrancou com a oposição a anunciar uma moção de censura ao Executivo, que cairá se essa moção for aprovada. O debate da moção de censura pode realizar-se já esta semana.

Nesta sessão, a oposição apresentou também um recurso contra a decisão do presidente do Parlamento Nacional, Aniceto Guterres Lopes, ter admitido a proposta de orçamento.

O pedido de urgência foi chumbado com 35 votos contra e 30 a favor e "o Parlamento Nacional vai agora fazer a tramitação do orçamento de acordo com calendário normal", explicou o presidente do Parlamento Nacional, Aniceto Guterres Lopes.

Governo timorense sem dinheiro para tratar no exterior 20 pacientes, alguns em estado grave

Díli, 20 nov (Lusa) - O Governo timorense está sem dinheiro para transferir para hospitais no estrangeiro cerca de 20 pacientes timorenses, alguns com situações graves de saúde, segundo um parecer técnico a que a Lusa teve hoje acesso.

O parecer técnico, preparado pelo Ministério de Saúde, refere que há dívidas acumuladas a hospitais que estão a recusar receber mais doentes e precisou que na semana passada o National University Hospital em Singapura recusou 10 dos 13 pacientes encaminhados por Timor-Leste.

Apenas foram aceites por aquela unidade três dos 13 porque se tratava de consultas de seguimento com "implicações financeiras menores que 10 mil por paciente".

"O Hospital Nacional Universitário de Singapura e o Hospital de Sanglah emitiram uma comunicação informando ao MS de que não receberão novos pacientes enquanto não se pagar as despesas em atraso - continuam, no entanto, a dar atenção aos pacientes que se encontram em tratamento", refere o documento.

Oposição timorense quer debate da moção de censura ao Governo já esta semana

Díli, 20 nov (Lusa) - A oposição timorense quer ver debatida e votada ainda "esta semana" a moção de censura que apresentou esta manhã, cabendo a decisão final de agendamento a uma reunião de líderes das bancadas, indicou um deputado da oposição.

"A oposição considera que este assunto deve ser debatido com cariz de urgência, em resposta ao facto do governo não ter ainda apresentado o seu programa. A decisão depende da conferência das bancadas, mas a nossa expectativa é que o debate seja esta semana", disse à Lusa Adérito Hugo da Costa, ex-presidente do Parlamento Nacional e deputado do Congresso Nacional da Reconstrução Timorense (CNRT).

O deputado falava depois do CNRT ter apresentando, em nome da oposição maioritária [constituída pelos 35 deputados do seu partido, do Partido Libertação Popular (PLP) e do Kmanek Haburas Unidade Nacional Timor Oan (KHUNTO)], uma moção de censura ao Governo.

Governo timorense defende urgência orçamento retificativo em debate tenso no Parlamento

Díli, 20 nov (Lusa) - O Governo timorense defendeu hoje a urgência do orçamento retificativo para resolver dívidas pelas quais o Estado pode ser multado e também questões "humanitárias urgentes", como a transferência para o estrangeiro de vários doentes graves.

Adriano do Nascimento, ministro da Presidência de Conselho de Ministros, reagiu assim às críticas da oposição sobre o conteúdo e a motivação da proposta de orçamento retificativo, apresenta pelo Executivo com um pedido de tramitação com cariz de urgência.

Uma comissão especializada do Parlamento rejeitou na semana passada a tramitação com urgência e o assunto devia ser debatido em plenário, mas o debate acabou por ficar dominado, ainda antes do período da ordem do dia, pela apresentação de uma moção de censura da oposição.

A oposição, que controla 35 dos 65 lugares no Parlamento Nacional, apresentou esta manhã uma moção de censura ao Governo em contestação ao facto do executivo não ter ainda apresentado, pela segunda vez, o programa do Executivo que foi chumbado já no passado dia 19 de outubro.

AMP Aprezenta Tan Ona Mosaun Sensura Hasoru Governu


DILI, (TATOLI) - Bankada Opozisaun Aliansa Maioria Parlamentár (BOAMP), aprezenta mosaun sensura hasoru sétimu governu konstitusionál, ho rajaun to’o ohin loron governu seidauk aprezenta programa governu ba daruak hafoin dahuluk hetan rejeisaun hosi Parlamentu nasionál foin lalais ne’e.

“Artigu 111. Ami aprezenta Mosaun sensura nian hasoru governu tanba to’o ohin loron seidauk iha programa ruma mak governu aprezenta mai Parlamentu nasionál,” Depuutadu CNRT Patrocínio da Costa levanta iha Plenária Parlamentu Nasionál, ohin.

Razaun AMP aprezenta mosaun sensura hasoru governu tanba konsidera governu aprezenta Orsamentu Retifikativu bainhira programa governu daruak nian seidauk aprezenta hafoin ida dahuluk hetan rejeisaun.

Komemora 28 Novembru, José Reis Vizita Covalima

COVALIMA, (TATOLI) - Ministru Adjuntu Primeiru-Ministru Asuntu Governasaun (MAPMAG), José Reis reprezenta governu da-hitu konstitusionál hala´o vizita traballu ba munisípiu Covalima hodi haree progresu no preparasaun ba komemorasaun 28 Novembru.

Iha vizita ne’e observa mos kondisaun bee no eletrisidade ne´ebé sei uza hodi fasilita eventu komemorasaun 28 Novembru.

“Ita hotu-hotu rona katak Suai ne´e problema bee maka´as teb-tebes maibé rona tiha husi diresaun água i saneamentu nian, sira halo ona preparasaun di´ak i sira garante katak 28 novembru sira bele garante bee ba iha komunidade, ba iha serimónia ne´e bele la´o di´ak,” informa ministru adjuntu primeiru-ministru, José Reis ba media sira iha sede administrasaun, Suai-Covalima, iha fin-de-semana ne´e.

Kona-ba eletrisidade, governante ne´e akresenta katak ne´e la´ós problema boot, la´o di´ak tan governu konstitusionál da-lima no da-neen halo ona investimentu boot ba iha eletrisidade, maibé presiza mós halo preparasaun ligadu ho komemorasaun ne´e.

Aldeia 49 iha Suai Seidauk Asesu Eletrisidade

COVALIMA, (TATOLI) - Komunidade iha Suai-Covalima, aldeia haat nolu resin sia (49), tau ona ai-riin eletrisidade, balun dada ona fiu maibé ahi eletrisidade seidauk lakan.

Dadus informasaun ne´e fó sai husi administradór Munisípiu Covalima, Fernando Nogueira Nahak, iha fim-de-semana ne´e ba profisionál komunikasaun sosiál sira, iha Munisípiu Covalima.

Nia informa katak komunidade aldeia 49 ne´e nia ahi eletrisidade seidauk lakan tanba deskonfia iha “istóri malu” entre “maun-boot” sira ne´ebé kaer serbisu instalasaun eletrisidade.

“Hein katak governasaun foun, revé fali buat sira ne´e oinsá mak atu bele ahi ne´e lori ba to´o iha ami-nia aldeia 49 ne´ebé mak seidauk asesu ba eletrisidade,” espera administradór ne´e.

Nia mós relata katak jeralmente komunidade Suai-Covalima iha ona eletrisidade. “Tuir ami-nia dadus ita bele dehan katak oitenta pursentu komunidade Covalima ne´e asesu ona eletrisidade,” nia informa.

Ministru Adjuntu Primeiru-ministru, José Reis dehan katak populasaun sira ne´ebé seidauk asesu eletrisidade, antes ne´e, governu konstitusionál da-neen halo ona alternativa hodi fó enerjia solár, maske sei nafatin iha problema.

“Tanba ne´e ha´u dehan katak governu mai, fó kontinuidade ba ida ne´ebé mak seidauk kumpletu. Ita-nia objetivu oinsá mak timoroan hotu-hotu, uma ida-idak iha Timor-Leste bele hetan ahi, bele hetan bee mós,” governante ne´e hateten.

Nia hatutan, governu hirak ne´ebé mai, iha obrigasaun atu bele hala´o hotu. “Kumpleta buat ne´ebé mak seidauk iha, hadi´a buat ne´ebé mak ladi´ak i mós harii buat ne´ebé mak seidauk iha, tenta atu harii atu bele fó benefísiu ba iha populasaun,” nia konklui.

Jornalista: Rafy Belo | Editór: Manuel Pinto

ENCO UNPAZ DEIXA ENTENDER QUE PORTUGAL ESTÁ A NEOCOLONIZAR TIMOR-LESTE


Um comentário de ENCO Unpaz  no título em Timor Agora “Ana Gomes pede àAustrália que não extradite casal português para Timor-Leste”, referente à situação de Tiago Guerra e esposa, extravasa do assunto e testemunha a animosidade relativamente a Portugal, ao idioma português, aos portugueses que estão a cooperar em Timor-Leste, praticamente podemos considerar que na opinião do comentário ENCO Unpaz considera que Portugal está a neocolonizar Timor-Leste.

Opinião que trazemos a destaque e merece a devida atenção pelo seu teor. Importante é saber se esta é uma opinião e critica isolada ou se será mais vasta e passe a sentimento geral dos timorenses. Indubitavelmente o país pertence aos timorenses, lutaram para isso, e têm todo o direito de não se sentirem neocolonizados.

Cabe aqui, da nossa parte, uma só observação: no texto comentado por ENCO Unpaz existe um total esquecimento sobre a ocupação indonésia por quase 25 anos, assim como do genocídio comprovado que praticou e vitimou duas centenas de milhar de timorenses (200.000), pelo menos.

O comentário:

O povo de TIMOR-LESTE precisa saber disso, o sofrimento do povo de TIMOR-LESTE desde a entrada do colonialismo português em TIMOR, em 1515. Desde então o povo de TIMOR-LESTE começou a reconhecer o sofrimento e sentir os crimes cometidos pelos portugueses em relação ao povo de TIMOR-LESTE. Portanto, antes de perseguir português em TIMOR-LESTE, tenha em mente o que o Português fez à comunidade em TIMOR durante os 450 anos de colonialismo e perseguição em TIMOR-LESTE. Contra o povo de TIMOR-LESTE.

Mas as pessoas de TIMOR-LESTE saíram (da colonização) e estavam livres do colonialismo, do sofrimento e tortura. Mas depois desta independência, foram os portugueses que se beneficiaram do sofrimento do povo de TIMOR-LESTE.

O que o português obteve sobre a independência? Os lucros obtidos pelo português, o primeiro dos quais é a Linguagem, o Segundo a Educação e o terceiro o Judicial. Na instituição do governo são todos assessores de português. Com base na oportunidade que lhes é dada (português) ser um acessorista em várias instituições governamentais, dá-lhes a oportunidade de cometer crimes e violações da soberania de TIMOR-LESTE. Manipulam principalmente a lei em TIMOR-LESTE por causa da língua portuguesa.

Usando a língua portuguesa em TIMOR-LESTE, conscientemente ou inconscientemente, as pessoas de TIMOR-LESTE sentirão que o início da colonização indireta de TIMOR-LESTE começou de novo. Considerando que a comunidade indígena de TIMOR-LESTE tornou-se até recentemente um espectador e no exílio em seu próprio PAÍS, qual a lógica de desejarmos o Português em TIMOR-LESTE? Quais são as vantagens obtidas do idioma português para as pessoas de TIMOR-LESTE?

BG/TA Redação

GMN TV | Jornal Nacional


GMN TV

domingo, 19 de novembro de 2017

Pedro Belo: Situasaun Dili 90% Hakmatek

THETIMOR-NEWS.com, DILI – Komnandante Polisia Nasional Timor – Leste (PNTL) Munisipiu Dili, Superintendente Xefe, Pedro Belo informa, oras ne’e daudaun situasaun iha Dili laran 90% lao hakmatek no kontroladu.

 “Ita hatene katak oras ne’e daudaun situasaun iha Dili laran ne’e 90% lao kalma hela maibe ita hotu hatene elite politik sira mak bele hatete katak situasaun  ne’e la hakmatek maibe komunidade iha Dili Laran sente hakmatek hela no laiha problema komunidade no joven sira,” dehan Superintendente Xefe Pedro Belo ba Jornalista sira iha komandu PNTL Munisipiu  Dili, Kinta (16/11/2017).

Maski oras ne’e daudaun informasaun ne’ebe espalla ba publiku katak komesa husi 9:00 OTL kalan ba leten ema iha Dili laran la lao. Tanba ne’e komandante ne’e esplika, “Ema kolia tun sae dehan 9:00 OTL klan ema la lao ona ne’e lalos, agora ita hare katak 10:00 OTL ba leten to madrugada mos ema sira iha Dili laran sei halo movimentu lao nafatin ne’e hatudu katak situasaun lao normal hela, ne’e mak ohin ami inkontru ho komandante  Jeral hodi koalia sobre situasaun hirak ne’e hotu”.

Nia hatutan, agora daudaun komunidade iha Dili laran halo koperasaun diak tebes ho PNTL liu – liu Polisia Ofisiais Suku (OPS), ne’e duni iha fulan ne’e nia laran PNTL konsege kaptura duni ema krimi sira hamutuk atus ida nen nulu resin hodi detein iha sela PNTL Munisipiu Dili no balun prosesu on aba Tribunal.

Tanba ne’e, nudar komandante Munisipiu Dili,  husu ba komunidade hotu labele halo liafuan ne’ebe falsu hodi dehan Dili la hakmatek.

Hortencio Sanches | Editór: Evangelisto Santos

Foto: Komandante PNTL munisipiu Dili, Pedro Belo

GMN TV | Jornal Nacional


GMN TV

sábado, 18 de novembro de 2017

Piloto Daniel Hegarty morreu em acidente no Grande Prémio de Motos de Macau -- oficial


Macau, China, 18 nov (Lusa) - O piloto britânico Daniel Hegarty (Honda), que hoje sofreu um acidente a meio da prova no Grande Prémio de Motos de Macau, morreu na ambulância, quando seguia para o hospital, anunciou hoje a comissão organizadora do evento.

"É com grande pesar que a Comissão Organizadora do Grande Prémio de Macau informa que o corredor britânico sucumbiu aos ferimentos quando seguia na ambulância a caminho do Hospital Conde S. Januário", informou o coordenador da Comissão Organizadora, Pun Weng Kun.

Hegarty, de 31 anos, foi retirado de ambulância depois de, às 16:04 (08:04 em Lisboa), a meio da prova, ter batido na barreira na Curva dos Pescadores, de acordo com o relatório de incidentes da organização.

Segundo Pun, o piloto "sofreu ferimentos graves" e foi de imediato transportado para o hospital.

Governo garante cumprimento da lei no caso dos portugueses condenados em Timor-Leste

Tiago e Fong Fong Guerra fugiram para a Austrália depois de serem condenados por peculato

O ministro dos Negócios Estrangeiros português garantiu esta sexta-feira (17.11.2017) que a embaixada em Díli respeitou a legislação portuguesa ao atribuir passaportes ao casal Tiago e Fong Fong Guerra, que fugiu para a Austrália depois da condenação por peculato pela justiça timorense.

Na sequência da fuga para a Austrália dos dois cidadãos portugueses, no início deste mês, o chefe da diplomacia portuguesa, Augusto Santos Silva, ordenou a realização de um inquérito urgente à Inspeção Geral Diplomática e Consular, cuja conclusão foi entregue esta quinta-feira.

"O inquérito da inspeção verifica que todos os requisitos legais foram cumpridos pela embaixada portuguesa. Hoje mesmo transmiti o teor desse relatório ao meu colega, ministro dos Negócios Estrangeiros de Timor-Leste, porque não quero que haja nenhuma dúvida a pairar sobre uma relação bilateral tão boa como é a relação entre Portugal e Timor-Leste", disse hoje à Lusa o ministro português, à margem de uma conferência e inauguração sobre portugueses vítimas de trabalhos forçados na Alemanha nazi, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.

O casal Guerra renovou os respetivos cartões de cidadão no início deste ano, e mais recentemente foram emitidos passaportes portugueses, o que motivou críticas na imprensa timorense.

"Os cidadãos portugueses têm direito a documentos de identificação como cidadãos portugueses, independentemente da sua situação jurídica, desde que não violem certas disposições legais. Neste caso, não houve essa violação, segundo o inquérito a que procedemos, a legislação portuguesa aplicável foi cumprida e portanto os passaportes foram atribuídos, no cumprimento da lei", referiu hoje Santos Silva.

Kazal ne'ebé halai hosi justisa Timor nian husu ba PGR portugés atu halo extradisaun ba Portugal

Portugés sira Tiago ho Fong Fong Guerra, kaer ona iha Austrália tanba tama ilegal hafoin halai hosi justisa Timor-Leste nian, husu ona ba Prokuradora-Jeral Repúblika portugeza nian atu husu nia extradisaun ba Portugal, informa hosi kaben-na'in nia advogadu iha loron-sesta ne'e.

"Pedidu internasional hosi extradisaun ba Portugal ho detensaun provizóriu" haruka ona ba Prokuradora-Jeral Repúblika portugeza nian, Joana Marques Vidal, ho koñesimentu ba ministra Justisa portugeza, Francisca Van-Dúnem, no ba ministru Negósiu Estranjeiru portugés, Augusto Santos Silva, haktuir hosi karta advogadu nian ne'ebé maka Lusa iha asesu.

Portugés na'in rua, Tiago Guerra ho nia feen, Fong Fong Guerra, agora kaer hela iha Northern immigration Detention Centre, iha Darwin, "tanba tama ilegal iha teritóriu australianu iha loron 09 Novembru 2017 liubá".

Sira na'in rua hetan ona kondenasaun iha fulan-Agostu hosi grupu juís ida iha Tribunal Distrital Díli ba kadeia efetivu tinan ualu ho indemnizasaun ida ho dolar rihun 859 tanba naok (uza fraudulentu iha osan públiku sira nian). Sira apela ona ba sentensa, hodi konsidera katak "hanesan vítima hosi inkapasidade hosi sala sira" ne'ebé maka mosu beibeik iha "rejimi sira ne'ebé la'ós demokrátiku", ho baze hosi prova sira ne'ebé iha manipulasaun ka proibidu.

Tiago ho Fong Fong Guerra semana-semana tenki aprezenta aan iha autoridade timoroan sira maibé halai ba Austrália ho ró iha loron 09 Novembru.

Kastigu Korporál Hasoru Labarik Ás

DILI, (TATOLI) - Komisária Komisaun Nasionál Direitu Labarik, Maria Barreto hateten kazu kastigu korporál ka violénsia fíziku hasoru labarik sira ho númeru ás (kuaze pursentu 65) ne´ebé mai hosi família, eskola no fatin públiku.

Nia esplika dadus violénsia ne´e mai hosi organizasaun sira ne´ebé maka fó atendementu ba labarik sira. Enkuantu, Komisaun Nasionál Direitu Labarik oras ne´e dezenvolve hela baze dadus rasik atu públiku bele asesu dadus.

“Komisaun Nasionál Direitu Labarik dezenvolve hela baze dadus nasionál atu bele fó sai dadus efetivu ba públiku nune´e públiku bele asesu,” Barreto relata informasaun ne´e ba jornalista sira iha Palásiu Prezidente Nicolau Lobato, Bairru Pité, Dili, kinta horsehik, hafoin soru-mutu ho Xefe Estadu Francisco Guterres Lú Olo.

Iha biban ne´e, Komisária informa, Komisaun Nasionál Direitu Labarik haruka ona Lei Justisa Juvenil ba Parlamentu Nasionál atu deskuti. Lei ne´e, nia esplika, ne´e fahe ba rua. Ida, Lei Rejime Epesiál no, rua, Lei Titulár Edukativu Minor.

Maria esklarese katak lei ne´e ko´alia kona-ba tipu sira atu proteje labarik sira ho idade 16 to´o 21 nomós bandu violénsia hasoru labarik sira.

Jornalista: Xisto Freitas | Editór: Manuel Pinto

Foto: Komisária Komisaun Nasionál Direitu Labarik, Maria Barreto, bainhira soru-mutu ho Prezidente Repúblika, Francisco Guterres Lú Olo iha Palásiu Prezidente Nicolau Lobato. Imajen Mídia Palásiu PR.

Casal fugido à justiça de Timor pede para ser extraditado para Portugal

Pedido foi enviado à Procuradoria-Geral da República

Os portugueses Tiago e Fong Fong Guerra, detidos por entrada ilegal na Austrália após terem fugido à justiça de Timor-Leste, solicitaram à Procuradora-Geral da República que peça a sua extradição para Portugal, informou esta sexta-feira o advogado do casal.

O "pedido internacional de extradição para Portugal com detenção provisória" foi enviado à Procuradora-Geral da República portuguesa, Joana Marques Vidal, com conhecimento para a ministra da Justiça, Francisca Van-Dúnem, e para o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, segundo a carta do advogado à qual a Lusa teve acesso.

Os dois portugueses, Tiago Guerra e a sua mulher, Fong Fong Guerra, encontram-se detidos no Northern immigration Detention Centre, em Darwin, "por entrada ilegal no território australiano no passado dia 09 de novembro de 2017".

Ambos tinham sido condenados em agosto por um coletivo de juízes do Tribunal Distrital de Díli a oito anos de prisão efetiva e a uma indemnização de 859 mil dólares por peculato (uso fraudulento de dinheiros públicos). Os portugueses recorreram da sentença, considerando que esta padecia "de nulidades insanáveis" mais comuns em "regimes não democráticos", baseando-se em provas manipuladas e até proibidas.

Bloku AMP Sei Hatama Mosaun Sensura Iha Plenaria Segunda Semana Oin


“Ami hateten katak ami sei elabora hela tamba ezijensia Deputadu sira nian sira vota kontra sira dehan tamba programa ne’e la mai ho dadus programa ne’e la iha base line”. Adriano Nascimento

Haree programa governu ne’ebe besik ona tama fulan ida hafoin programa VII governu la pasa iha plenaria iha data 19/10, nune’e bloku Aliansa Maioria Parlamentar ezize VII Governu hodi aprezenta fila fali tuir Konstituisaun haruka.

Hafoin enkontru lider bankada iha sexta-feira 17/11 iha uma fukun Parlamentu Nasional, jornalista TAFARA TL halo konfirmasaun ho Prezidente Bankada KHUNTO, Luis Roberto da Silva hateten hare’e ba regras normal VII Governu tenke aprezenta ona programa ba segunda vez.

Fotografias de Timor-Leste em exposição no Porto até 31 de dezembro

A sede da EDP no Porto acolhe até 31 de dezembro a exposição de fotografia "Expressões Lorosae", sobre Timor-Leste, da autoria de Vítor Cordeiro, foi hoje divulgado.

Inaugurada na quinta-feira, a mostra apresenta "as expressões de um povo que, apesar da distância geográfica, mantêm uma forte ligação a Portugal", incluindo imagens diversas de todo o território mas sobretudo retratos, descreve a organização em comunicado.

De acordo com o mesmo texto, Vítor Cordeiro representou a EDP na reorganização da Empresa de Eletricidade de Timor-Leste e na reabilitação de centrais e redes elétricas destruídas após o referendo em 1999, e manteve-se ligado a este projeto até à independência do país, em maio de 2002.

Nas suas deslocações por todo o território, para fazer o levantamento do estado das infraestruturas elétricas, o também fotógrafo registou "para além das centrais e redes elétricas ou o que delas restava, belas imagens de diferentes conteúdos, sendo o retrato o que mais o cativou".

O resultado da recolha fotográfica está agora em exposição no piso 0 da sede da EDP no Porto, situada na zona da Boavista, junto à Casa da Música.

Lusa | em Diário de Notícias

Karta Xanana ba Lú Olo, Responde ba Dialogu

DILI - Prezidente Partidu CNRT Xanana Gusmao manda ona karta ida ba Prezidente Republika Francisco Guterres Lú Olo liu husi nota komunikadu. Ho ida nee husi parte Observador Politiku konsidera karta nee nudar nota ida hodi responde ba Dialogu neebe maka Xefe Estadu rasik inisia foin lalais nee, entre lider politiku Xanana Gusmao, Mari Alkatiri no Taur Matan Ruak.

Tuir Observador Politiku Universidade Dili (UNDIL) Francisco Mausoro katak nia parte konsidera karta neebe Kinta nee Prezidente Partidu CNRT Xanana Gusmão manda ba Prezidente Republika, nudar nota hodi kooresponde ba dialogu neebe maka husi parte Xefe Estadu inisia ho lider nasional sira.

“Hau konsidera karta nee hanesan resposta neebe maka Lider Partidu CNRT Xanana Gusmao hodi hatan ba karta neebe maka husi Xefe Estadu Francisco Guterres Lu Olo rasik atu promove dialogu ho lider nasional Xanana Gusmao, Mari Alkatiri no Taur Matan Ruak,” dehan Francisco Mausoro ba Jornalista sira iha Peace Coffee Audian, Sesta (17/11/2017).

Nia dehan ba esforsu neebe maka husi parte Prezidente Republika halo nee nudar inisiativa diak, hodi garantia estabilidade governativa. Nia hatutan tenke iha sertasaun politika neebe maka diak, atu nunee bele fo apoiu ba governu neebe maka lao dadaun.

Hatan ba karta neebe maka husi  Prezidente Partidu CNRT Xanana Gusmao manda ba iha  Xefe Estadu, Jornalista sira konfirma ba iha Xefe Kaza Sivil Prezidensia Republika Francisco de Vas Conseilhos, maibe lakonsege tamba Xefe Kaza Sivil Preokupa ho servisu seluk. 

Natalino Costa | Suara Timor Lorosae

Kazu Tiago Fong, Presiza Klarifikasaun Husi Embaixada Portugal

DILI - VII Governu Konstituisional liu husi Ministeriu Negosiu Estranjeirus no Koperasaun (MNEK) presija tebes atu hetan klarifikasaun husi embaixada Portugal iha Timor Leste, relasiona kazu Tiago Fong-Fong neebe halai ba Australia.

Lia fuan hirak nee hatoo husi Prezidente Conselu Nasional Juventude Timor Leste (CNJTL) Maria Dadi Soares ba STL iha nia knar fatin Farol Dili Sesta, (17/11/2017). Nia dehan presija hatene lolos konaba sidadaun portages neebe komete tiha kazu krimi iha Timor maibe halai sees husi nia responsabilidade juridiku.

“tuir ami nia haree katak  ema nain ruam neebe komete krimi  iha kaju iha Timor Leste  judicial sira presija atu halo klarifikasaun ruma bainhira tribunal presija atu kondena ita haree katak prosesu nee ita nia instituisaun prende ona sira nia pasaporte. Tanba nee ita husu ba ministeiru negisiu estranjeiru no koperasaun atu kontaktu ba embaixada Portugal iha TL tanba sa mak sira fasilita nio haruka sai ba liur,” nia kualia.

Arguidu Tiago ho nia kaben halai ba Australia, PN kestiona kredibilidade justisa TL

Arguidu Tiago Guerra ho nia kaben Chang Fong Fong ne’ebé hetan ona pena prizaun tinan 8 husi Tribunal Distrital Dili, tamba deskonfia komete kazu brankeamentu kapitais, agora dadaun halai sai ona husi Timor Leste, no detein hela iha Australia.

Ho situasaun ne’e, Parlamentu Nasional (PN), kestiona kredibilidade justisa no Polisia Nasional Timor Leste (PNTL) nia servisu, tanba arguidu nain rua ne’e bele halai sai husi Timor Leste, maibé sira lahatene.

Prezidenti Komisaun B, nu’udar mós Xefi bankada PLP, Fidelis Magalhães, hateten, sidadaun estranjeiru, Tiago ho nia kaben halai husi Timor Leste ba Australia, maibé Tiago ho nia kaben komete krime iha Timor Leste.

Fidelis Magalhães hateten, hanesan reprezentante povu preokupa tebes ho kazu ida ne’e, tanba oinsa mak arguidu nain rua ne’e, bele to’o iha Australia.

“Importante ba ita mak buka atu hatene lolos sirkumstansia sira halai, tanba sira halai ne’e mós tau<em> em causa</em> ita-nia kredibilidade, liu-liu polisia, no ha’u husu ita atu buka hatene liu tan kona ba persepsi ne’ebé mak agora espalla iha mundu kona ba ita-nia setor justisa,”katak Fidelis Magalhães ba jornalista sira iha PN, Kinta (16/11).

Embaixador de Portugal em Timor-Leste suspeito de cumplicidade na fuga do casal Guerra

Regularização documental para breve e libertação dos Guerra na Austrália

Timor-Leste exige explicações | Autoridades timorenses estão seriamente ofendidas com a eventual atitude da representação diplomática portuguesa

O embaixador de Portugal em Timor-Leste, Manuel Gonçalves de Jesus, vem sendo acusado pelo setor da Justiça timorense e pelos timorenses de ser suspeito de ter autorizado aos Guerra a obtenção de novos documentos de identificação, os que possuíam tinham-lhes sido retirados pelo Tribunal de Díli, (incluindo passaportes) quando Tiago e Fong Fong Guerra, foram considerados arguidos e depois condenados por crimes praticados (peculato) em Timor-Leste, possibilitando assim que se pusessem em fuga devidamente documentados para a Austrália a bordo de um barco que previamente fora acordado transportá-los para Darwin.

Os ministros dos Negócios Estrangeiros de ambos os países lusófonos estão em contacto, assim como já estabeleceram contacto com o seu homólogo australiano acerca do ocorrido no que envolve a arrojada fuga dos Guerra para a Austrália

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Coligação de 11 partidos exige ao Presidente da RDTL respeito pela Constituição

Em conferência de imprensa realizada no dia 16 de Novembro de 2017, pelas 10 Horas, no Hotel Novo Turismo, em Díli, uma coligação de onze partidos políticos defendeu que o Presidente da República Democrática de Timor-Leste (RDTL), Francisco Guterres / Lu´olo, face à “instabilidade governativa” deve intervir com base no respeito pela Constituição do país.

J.T. Matebian*, em Timor-Leste

Os partidos políticos PUDD, UDT, Frente-Mudança, PST, PSD, PR, PDN, PDC e BUP (aliança de 3 partidos), que constituem o Fórum Democrático Nacional – FDN, não elegeram deputados, contudo, representando um total de 70 mil votos, entendem que têm “legitimidade para fazer lembrar ao Presidente da República o imperativo do respeito pela Constituição, por todos os órgãos de soberania e pelos cidadãos”.

O Fórum Democrático Nacional – FDN também destacou o facto de que o Presidente da República, nos termos da Constituição, “enquanto Comandante Supremo das Forças Armadas deve assegurar a neutralidade das Forças Armadas perante o impasse da governação”.

Politikus Obriga Eleisaun Antisipada, Ita Julga Partidu Liu husi GOLPUT!

Husi: Sancho Xavier* | opiniaun

Situasaun politika atual dadaun ne’e i’is boot ona, atu konintua sae foho mos laforsa atu tun fali mos labele, gantun deit ona. Maske nune’e hau fiar sei lahamosu krize social iha ita nia rai. Portantu Sitausaun sira ne’e hatudu la’os POVU mak hanoin kiik maibe POLITIKUS sira mak kakutak kiak hanoin INFANTIL tamba hatene jogu malu deit povu nia sakrfisiu nebe povu fo tiha ona ba sira iha eleisaun ba partidu politiku sira iha loron 22 Jullu 2017 liu. Poder ne’e povu fo’o sukat husi kadeira partidu lima hetan lado’ok malu, (FRETILIN 23, CNRT 22, PLP 8, PD 7, KHUNTO 5) ho rezultadu ida ne’e mak obriga Governo ida moris tenki ho koligasaun hodi bele duru ba periodu ida tinan lima nian. Maibe ohin loron saida mak akontese, wainhira Governo harii tiha simu tiha tomada pose, teatru politika komesa mosu ke’e malu no resposta malu kona-ba prosesu negosiasaun formasaun Governu, Asina plataforma Aliansa Maioria Parlamentar husi opozisaun no ikus hatudu iha vota afavor ba rejeisaun programa VII Governo.

Teatru politika entre Governo Koligasaun Minoritariu- GKM ho Opozisaun Maioria Parlamentar – OMP iha objetivu ida deit mak servi povu maibe Tamba lider politikus sira ambizaun deit ba kadeira atu ukun, ikus mai husik obriga povu tenki moris deit ho rumoris no inserteza nia laran. Nune’e sira kontinua jogu malu maske ita nota momos hela. Serake ita kontinua fo votus ba sira kareira sira obriga atu loke tan eleisaun?

Tebes duni, joga malu entre GKM Vs OMP sai manas liu tan, no iha posibilidade ikus sira sei obriga povu atu hola parte iha sira nia jogu ne’e. Tamba ne’e hau hamosu artigu ida ne’e atu ita prezisa hatene senariu ne’ebe dadaun ne’e ho jogu politiku atual, atu nune'e ita labele hakfodak wainhira tensaun politika atual ne'e muda an derepenti to’o iha nia klimaks.

PNTL hein delegasaun MP lori fila Tiago ho Chang Fong

Komandante Jeral Polisia Nasional Timor Leste (PNTL), Komisario Julio da Costa Hornay dehan, sidadaun estranjeirus nain rua; Tiago Guera ho Fong Fong ne’ebe halai sai ona husi Timor Leste, parte polisia hein delegasaun kompetensia husi Ministeriu Publiku PNTL atu lori fila autor nain rua ne’e.

“Sidadaun nain rua halai sai ona ba Australia kazu ne’e ba ona ministeriu publiku, kompotensia tomak iha ministeriu publiku, karik desizaun ruma dehan ami ba foti ami prontu, sé hein ami hein, tanba ami labele ultrapsa kompetensia ministeriu publiku nian,” dehan, Komisario Julio Hornay, ba Jornalista sira iha Komando Polisia Munisipiu Dili- Caicoli, Kinta (16/11/2017).

Komisario Julio Hornay dehan evidensia ne’ebe polisia asegura mak kareta ida ho ró jónnson ne’ebe sidadaun rua utuliza hodi halai.

“Ami prende kareta aluga ida ne’ebe sira lori ba Betanu sira husik hela iha ne’eba sira sae fali ró jonson ida ba Australia ne’e mak ita segura,” dehan Komisario Julio Hornay.

Nurima Alkatiri: OMP Latau Prioridade Ba Situasaun Emerjensia

DILI – Opozisaun Maioria Parlamentar (OMP) latau prioridade ba situasaun emerjensia neebe maka relasiona ho povu nia moris, tanba sira vota kontra pareser komisaun C neebe bele hatun orsamentu atu prosesa urjenti ba debate iha tempu badak.

Membru Komisaun Parlamentu Nasional husi komisaun C, neebe trata asuntu finansas Publika, deputada Nurima Riberio Alkatiri hateten, Oposizaun Maioria Parlamentar Vota Kontra Pareser Komisaun C neebe seidauk tama ba debate detail ba orsamentu, tanba pareser nee so para atu bele hatun orsamentu ba atu prosesa urjenti para debate iha tempu badak liu.

Sira (OMP-red) kestiona konaba valores numeru neebe mosu iha proposta Orsamentu ratifikativu nee, maibe sira mos lakohi fo dalan para iha tempu atu hatoo perguntas sira nee ba Governu, tanba pergunta sira nee laos deputadu maka atu hatan malu, nee tenke iha audensia ho Governu iha plenaria no Governu mos partisipa hodi aprezenta, depois ita nudar deputadu bele halo pergunta hodi klarifika, maibe ba ida nee deit mos sira lakoi depois maka halo diskursu oin-oin,” dehan deputada Nurima, ba STL, iha sala bankada Fretilin, Sesta (17/11/2017).

Governu Seidauk Hatane Kontiudu Karta Husi Xanana Ba PR

DILI - VII Governu neebe Xefi husi Primeiru Ministru Mari Alkatiri, seidauk hatene lolos kontiudu karta neebe Prezidente partidu CNRT atual Xefi Negosiador Fronteira Maritima Xanana Gusmao, ba Prezidente Republika Francisco Guterres Lú Olo nomos Xefi Governu.

Ministru Prezidente Konsellu Ministru Adriano do Nascimento hateten, konaba karta nee husu ba Xefi Governu Mari Alkatiri maka hatene konteudu karta nee rasik. Portantu hanesan Ministru PCM nia rasik laiha kapasidade sobre karta refere, tanba nee konaba karta nee Primeiru Ministru rasik maka hatene karta nee.

“Hau lahatene karta sira nee, maibe ita boot sira husu ba Primeiru Ministru,” dehan Ministru PCM Adriano ba jornalista sira, hafoin remata enkontru ho lider bankada sira iha PN, Dili, Sesta (17/11/2017).

Maske nunee Ministru PCM Adriano hateten, Nudar Ministru Prezidensial no Konsellu Ministru laiha koinesimentu ba karta neebe maka Xefi Negosiador Xanana Gusmao haruka ba Prezidente da RDTL.

Portantu tuir informasaun neebe maka iha katak, Karta nee haruka husi Prezidente Partidu CNRT atual Xefi Negosiador ba Fronteira Maritima Xanana Gusmao, diriji ba Prezidente da RDTL Francisco Guterres Lú Olo no Primeiru Ministru Mari Alkatiri.

Tuir informasaun neebe maka iha katak, iha Kinta loraik Adjuntu Sekertariu Jeral Partidu CNRT, maka lori karta nee ba intrega iha Prezidente da RDTL Francisco Guterres Lú Olo. 

Carme Ximenes/Maria Lay | Suara Timor Lorosae

GMN TV | Jornal Nacional


GMN TV

Saiba porque fugiu para a Austrália o casal português condenado em Timor-Leste

Sentenciados a oito anos de prisão, cada um, por "peculato", Tiago e Fong Fong Guerra invocam motivos de saúde e necessidade de tratamentos médicos que não obtêm em Díli. Com a fuga, por barco, para Darwin, forçam uma negociação política do seu caso - pretendem regressar a Lisboa e que o recurso que interpuseram seja apreciado por tribunais portugueses. Os contactos são intensos e até já envolvem Marcelo Rebelo de Sousa

Tiago e Fong Fong Guerra chegaram ao limite. A 6 de novembro ele ainda se apresentou num posto da polícia de Díli, como estava obrigado a fazer todas as segundas-feiras, em cumprimento da medida de coação que lhe fora imposta pela juíza Jacinta Costa. Mas três dias depois, na quinta-feira, 9 de novembro, o casal decidiu-se mesmo pela fuga de Timor-Leste: apanharam um barco que, após mais de 30 horas de viagem, no meio de uma tempestade, os fez desembarcar em Darwin, na Austrália. Tinham os passaportes e os cartões de cidadão portugueses, mas não possuíam os necessários vistos de entrada. Foram encaminhados pela polícia fronteiriça australiana para um campo de acolhimento de estrangeiros, perto do aeroporto de Darwin.

Pouco depois, iniciaram-se intensos contactos políticos entre Lisboa e Díli - soube a VISÃO de fontes fidedignas. Do lado português, intervêm o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e, em grande proximidade com Belém, os ministros dos Negócios Estrangeiros e da Justiça, Augusto Santos Silva e Francisca Van Dunem, respetivamente. Da parte timorense, são interlocutores o Presidente, Francisco Lú Olo, o primeiro-ministro, Mari Alkatiri, e a ministra da Justiça, Maria Ângela Carrascalão. Mas está sobretudo nas mãos de Ramos-Horta a chave para uma solução justa, na perspetiva do que Tiago e Fong Fong Guerra pretendem alcançar com esta fuga em desespero de causa. Em resumo, explica à VISÃO um familiar do casal, desejam que uma "boa negociação" entre Lisboa e Díli permita a transferência do seu processo para o nosso país, ao abrigo da Lei de Cooperação Judiciária Internacional em matéria penal, de maneira a ser apreciado por tribunais portugueses. E invocam "razões humanitárias" - as doenças de que agora Tiago e Fong Fong Guerra padecem, clinicamente comprovadas, e para as quais não tinham tratamento médico em Timor. Já lá iremos.

Partidu sia timoroan nian harii bloku ne'ebé bele aprezenta iha eleisaun tuirmai

Partidu ki'ik sira timoroan nian ne'ebé entre sira hetan votu rihun 60 resin iha eleisaun loron 22 Jullu nian kria ona, iha loron-kinta ne'e, bloku ida ne'ebé hakarak sai hanesan lian iha momentu polítiku atual no ne'ebé bele aprezenta iha eleisaun sira tuirmai ne'e. 

Fórum Demokrátiku Nasional (FDN) halibur reprezentante sira hosi Partidu Unidade no Dezenvolvimentu Demokrátiku (PUDD), Uniaun Demokrátika Timoroan (UDT), Frente Mudansa (FM), Bloku hosi Unidade Popular (BUP), Partidu Sosialista Timor nian (PST), Partidu Sosial Demokrata (PSD), Partidu Republikanu (PR), Partidu Dezenvolvimentu Nasional (PDN) ho Partidu Demokrata Kristaun (PDC).

FDN harii iha momentu ida hosi situasaun polítika ne'ebé susar iha Timor-Leste, hafoin opozisaun maioritáriu xumba tiha programa Governu nian no bainhira iha rejeisaun ba dala rua sei hamonu ezekutivu.

Bainhira akontese, xefe Estadu tenki hili entre hetan solusaun governativu ida iha senáriu atual hosi parlamentu ka avansa ba eleisaun antesipadu sira.

Iha konferénsia imprensa hamutuk entre líder sira hosi partidu sia, sira le ona komunikadu ida hodi apela ba xefe Estadu, Francisco Guterres Lu-Olo, hodi konsege esforsu tomak hodi "hetan solusaun ida governasaun nian".

Governu Sei Hamenus Traballador Estranjeiru

THETIMOR-NEWS.com, – DILI Governu liu husi Sekretariu Estadu Joventude no Traballu (SEJT) Nivio Magalhaes hatete, sira iha ona planu atu hamenus traballador husi estranjeiru ne’ebe oras ne’e daudaun servisu iha Timor – Leste.

Nia esplika, razaun hamenus traballador husi Timor – Leste tanba, servisu ne’ebe mak traballador hirak ne’e halo maioria Timoroan mos bele halo.

“Ba oin ami halo limitasaun ba traballador sira husi rai liur, tanba servisu balun ne’ebé mak ita nia maluk Timoroan sira iha kapasidade atu halo,” dehan Nivio Magalhaes ba Jornalista sira iha Sentru Formasaun Juventude Matadoru Dili, kuarta (15/11/2017).

Governante ne’e lamenta ho traballador estranjeiru sira iha Timor -Leste, tanba oras ne’e dadaun negosiu ki’ik to empresario sira domina husi ema rai liur, tanba ne’e mak VII Governu trasa planu hodi halo operasaun konjunta hodi deporta fila ema estrajeru sira, dadaun ne’e domina merkadu Timor Leste.

Lider jerasaun foun ne’e, afirma ba oin VII Governu sei laiha toleransia ba traballador estranjeiru ne’ebe mak uza vistu Turistu atu halo servisu.

Programa Governu Aprezenta Atraza Tanba Dadus

DILI, (TATOLI) - Ministru Prezidénsia Konsellu Ministru, Adriano Nascimento informa, programa sétimu governu ba daruak seidauk bele aprezenta ba Parlamentu Nasionál tanba governu sei elabora dadus tuir ezijénsia Deputadu sira nian.

Dadus ne’ebé governu elabora mak kona-bá implementasaun planu estratéjiku dezenvolvimentu nasionál (PEDN), dadus progresu implementasaun governu anterior  halo atinje porsentu hira no seluk tan.

“Buat hirak ne’e presiza hare dadus, presiza ko’alia mós ho diretór sira, ho entidade sira ne’ebé ezekuta programa ne’e para hetan dadus tuir ezijénsia deputadu sira, tanba ne’e mak han tempu. Ami hakás-an halibur dadus sira ne’e atu mai kompletu,” Adriano Nascimento ba jornalista sira hafoin remata enkontru ho lider bankada sira iha PN, ohin, Sesta (17/11).

Kona-bá orsamentu retifikativu nia dehan, governu aprezenta uluk Orsamentu Retifikativu hafoin programa governu ba daruak tanba konsidera OR atu atende kestaun urjénsia tolu hanesan ajustamentu ba estrutura governu foun, atu selu kompromisu ba projetu fíziku, no selu dívida.

Kaptura Tiagu, PJR-TL Tenke Fó Mandatu Kapturasaun ba Interpol

DILI, (TATOLI) - Eis Ministru Justisa Timor-Leste, Dionísio Babo Soares sujere katak, Prokuradór jerál Repúblika (PJR) Timor-Leste tenke fó mandatu kapturasaun ba Interpol kona bá kazu Tiagu Guerra (Portuguesa) ho nia fen.

“Ha’u hanoin mandadu kapturasaun la’ós ba Australia de’it maibé tenke haruka mós ba Interpol tanba sira seidauk halai to’o Portugal,” Dionísio Babo ba Ajénsia Tatoli iha Parlamentu Nasionál, ohin.

Dionísio dehan, atu lori hikas arguidu Tiagu Guerra ho nia fen Chang Fong Guerra ka Tammy Guerra depende ba Prokuradoria Jerál Repúblika Timor-Leste ho Prokuradoria Jerál Northen Territory Australia.

“Sira Nain rua (Arguidu sira) hetan hela detensaun iha Austrália, enkuantu atu fila ne’e depende ba komunikasaun ne’ebé prokuradoria Jerál Timor-Leste ho Prokuradoria Jerál Northen Territory Australia nian,” Babo esplika.

Timor-Leste ainda não emitiu mandado ou pedido de extradição de portugueses - ministra

Díli, 17 nov (Lusa) - A ministra da Justiça de Timor-Leste disse hoje à Lusa que as autoridades do país ainda não emitiram qualquer mandado internacional de captura ou solicitaram a extradição de um casal de portugueses que fugiu para a Austrália.

"Estamos ainda a completar todo o processo. O assunto está a andar por vias diplomáticas", disse Angela Carrascalão em Díli, referindo-se ao caso de Tiago e Fong Fong Guerra que na semana passada fugiram para Darwin, no Norte da Austrália, de barco.

A governante disse que, até à data, Timor-Leste não emitiu um mandado de captura internacional e que não foi feito um pedido de extradição à Austrália.

O assunto continua a ser acompanhado pelas autoridades políticas, diplomáticas e judiciais timorenses, suscitando amplo debate na imprensa local e redes sociais.

Um dos aspetos mais comentados tem a ver com a decisão da Embaixada de Portugal em Díli ter emitido documentos de viagem que os dois portugueses tinham na sua posse quando chegaram a Darwin, no dia 09 de novembro.

CPLP reitera "firme compromisso" de erradicar trabalho infantil até 2025

Buenos Aires, 16 nov (Lusa) -- A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) reiterou hoje o seu "firme compromisso" de adotar "medidas imediatas e eficazes" para "erradicar o trabalho forçado" e até 2025 "acabar com o trabalho infantil em todas as suas formas".

Esta posição consta da declaração conjunta que a CPLP levou à IV Conferência Global sobre o Trabalho Infantil, que decorreu entre terça-feira e hoje, em Buenos Aires, na Argentina.

No documento, os nove Estados-membros da comunidade lusófona reafirmam o seu "firme compromisso de 'tomar medidas imediatas e eficazes para erradicar o trabalho forçado, acabar com a escravidão moderna e o tráfico de pessoas e assegurar a proibição e eliminação das piores formas de trabalho infantil, incluindo recrutamento e utilização de crianças-soldado, e até 2025 acabar com o trabalho infantil em todas as suas formas', em consonância com a meta 8.7. da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável", aprovada pelas Nações Unidas.

Angola ho Guiné-Bissau hanesan nasaun luzófonu úniku ho dezempeñu demokrátiku ki'ik hosi média rejional

Angola ho Guiné-Bissau hanesan nasaun úniku entre nasaun luzófonu neen referensiadu iha relatóriu internasional ida ho dezempeñu ki'ik liu hosi média iha rejiaun ne'ebé maka sira halo parte, hakerek iha dokumentu hosi IDEA International.

Relatóriu kona-ba Estadu Global hosi Demokrasia (GSoD) elabora hosi International IDEA, instituisaun ida ho sede iha Estokolmo, no analiza nasaun hamutuk 155 iha mundu tomak, maibé la aprezenta iha informasaun nasaun tolu luzófonu - Cabo Verde, Guiné Ekuatorial ho São Tomé & Prínsipe.

Análiza hosi IDEA halo ho baze hosi kritériu prinsipal lima - Governu reprezentativu, direitu fundamental sira, fiskalizasaun Governu nian, imparsialidade iha administrasaun no empeñu iha partisipasaun (kritériu ikus ne'e laiha informasaun hosi nasaun luzófonu ida) -, ne'ebé fahe iha tema 16, ho total indikador hamutuk 98.

Polísia Guiné-Bissau uza gás lakrimojéneu hodi fahe manifestante sira

Polísia Guiné-Bissau nian uza gás lakrimojéneu hodi fahe grupu ida hosi partidu demokrátiku sira ne'ebé halo marxa, hafoin manifestante sira tenta invade Prasa Impériu iha Bissau, ne'ebé situa Prezidénsia Repúblika.

Kaer manifestante balun no balun kanek.

Seguransa aumenta ona iha Prasa Impériu, ne'ebé taka ona asesu ba fatin ne'e no fahe ona manifestante sira.

Polísia halo intervensaun, uza gás lakrimojéneu, bainhira partisipante sira hosi marxa sai hosi blokeiu sira ne'ebé instala hosi autoridade sira no tama iha Prasa Impériu hodi halo manifestasaun iha Prezidénsia Repúblika nia oin.

Manifestasaun, ne'ebé konvoka hosi koletivu, ne'ebé halibur partidu 15 no protesta Prezidente guiniense, José Mário Vaz, hakarak "resgata demokrasia" iha Guiné-Bissau.