domingo, 23 de julho de 2017

Rejultadu Provizoriu (tuku 10:00ort): FRETILIN 1, CNRT 2, PD 3

DILI: Rejultadu provizoriu apuramentu husi versaun STAE ba eleisaun parlamentar 2017-2022, hatudu FRETILIN sei as liu nu’udar primeira lugar, segundu mak patido CNRT, no terseiru mak Partido Democratico.

Prosesu kontazen sei la’o hela iha Munispiu balun inklui Dili. Iha loron ohin (23/7), tuku 10:00 ort kontazen atinje ona 66 pursentu liu.

Iha prosesu kontazen ne’e, partidu sira ne’ebé liu ona bareira 4 pursentu (4%), mak FRETILIN hetan votus as hamutuk 100,000.631 (30.99%), votus CNRT 88,790 (27.36%), Partido Democratico votus 31,920 (9.83%), PLP votus 29,912 (9,21%) no partido KHUNTO hetan votus 22,48 (7.03%).

Sentru votasaun hamutuk 843, estasaun de votu hamutuk 1.118 no total eleitores hamutuk 760.907.

Eleisaun parlamentar 2012, hetan votus liu bareira 3 pursentu (3%) CNRT mak manan mais votadu ho votu hamutuk 172,831 (36,66%)no deputadu na’in 30 iha Parlamentu Nasionál, Fretilin hetan votu 140,786 (29,87%) ho deputadu 25, Partidu Demokrátiku (PD) votu 48,851 (10,31%) ho deputadu 8, no Frenti-Mudansa hetan votu 14.648 (3,11%) ho deputado 2.

Husi rejultadu ne’e, partido tolu CNRT, PD, Frente Mudansa mak halo koaligasaun forma Governu no hetan maioria parlamentar.

Jose Sarito Amaral | Independente

Hafuhu Votante, PNTL Kaptura Suspeitu

DILI: Polisia Nasionál Timor-Leste (PNTL) halo kapturasaun ba suspeitu ne’ebé hafuhu fali sidadaun ida atu vota iha sentru votasaun Metinaro Dili.

Komandante daruak PNTL Munisipiu Dili, Superitendenti Asistenti Euclides Belo informa, votante ida konsidera komete erru krime elitoral tanba hafuhu sidadaun ida iha kabina de votus.

Ho akontesementu ne’e nia informa, brigade rasik kontaku direta ho membru polisia hodi eskuadra Metinaro kaptura kedas suspeitu ho vitima ne’e hodi submete ba prosesu investigasaun.

“Ita kaptura ona suspeitu ne’e hodi halo prosesu investigasaun,” dehan Euclides ba jornalista iha PNTL Dili, sabdu (22/7).

Artur da Luz | Independente

ELEIÇÕES | Fretilin lidera com 30,85% dos votos com 65,12% contados

Díli, 23 jul (Lusa) - A Fretilin lidera a contagem em Timor-Leste com 30,85%, à frente do CNRT com 27,52% quando estão contados 65,12% dos votos nas legislativas de sábado, segundo dados parciais provisórios do Secretariado Técnico de Assistência Eleitoral (STAE).

Atrás da Frente Revolucionária do Timor-Leste Independente (Fretilin) e do Congresso Nacional da Reconstrução Timorense (CNRT) surge como terceira força política o Partido Democrático (PD) com 9,81%.

Apenas dois outros partidos estão, para já, acima da barreira de 4% dos votos válidos necessários para serem eleitos para o Parlamento Nacional, nomeadamente o Partido Libertação Popular (PLP) que tem 9,09% e o Kmanke Haburas Unidade Nacional Timor-Leste (Khunto) com 7% dos votos já escrutinados.

Entre os restantes 16 partidos concorrentes, 16 horas depois do fecho das urnas, o mais próximo da barreira é o Partido Unidade Desenvolvimento Democrático (PUDD).

Os dados baseiam-se num escrutínio de 549 dos 843 centros de votação instalados pelo STAE para o voto de sábado.

Os dados mostram que entre os votos expressos já contados há 318.195 válidos, 2.374 brancos, 6.466 nulos, 114 reclamados e 15 rejeitados.

Os 760.907 eleitores timorenses recenseados votaram no sábado em Timor-Leste e ainda em centros na Austrália, Coreia do Sul, Portugal e Reino Unido para eleger os 65 membros do Parlamento Nacional timorense.

ASP // FV.

ELEIÇÕES | Resultados preliminares são "veredicto sábio" -- PM timorense

Díli, 23 jul (Lusa) - O primeiro-ministro timorense, Rui Maria de Araújo, considerou hoje que os resultados preliminares das eleições legislativas, que colocam a Fretilin e o CNRT como os dois partidos mais votados, são um "veredicto sábado e eloquente" dos eleitores.

"Os resultados preliminares demonstram um veredicto sábio e eloquente do Povo de Timor-Leste: querem que Mari Alkatiri e a Fretilin liderem o processo de mudança rumo a um desenvolvimento mais sustentável nos próximos 5 anos, mas sem relegar para segundo plano o líder histórico Xanana Gusmão", disse à Lusa em Díli.

"E contam sempre com a participação do outro líder histórico Taur Matan Ruak, dos mais jovens do PD e de outras franjas significativas da sociedade", sublinhou.

Quando estão contados 65,12% dos votos nas legislativas de sábado, a Fretilin lidera a contagem de votos em Timor-Leste com 30,85%, à frente do CNRT com 27,52%, segundo dados parciais provisórios do Secretariado Técnico de Assistência Eleitoral (STAE).

Atrás da Frente Revolucionária do Timor-Leste Independente (Fretilin) e do Congresso Nacional da Reconstrução Timorense (CNRT) surge como terceira força política o Partido Democrático (PD) com 9,81%.

Apenas dois outros partidos estão, para já, acima da barreira de 4% dos votos válidos necessários para serem eleitos para o Parlamento Nacional, nomeadamente o Partido Libertação Popular (PLP) que tem 9,09% e o Kmanke Haburas Unidade Nacional Timor-Leste (Khunto) com 7% dos votos já escrutinados.

Rui Araújo destacou ainda a "maturidade cívica e política" que o povo de Timor-Leste mostrou "durante as campanhas eleitorais e, ao acorrer em massa às urnas, provando que está ciente da importância do seu papel na participação do desenvolvimento do país".

ASP // FV.

ELEIÇÕES | Fretilin vence na diáspora, PLP em 2.º à frente do CNRT - dados provisórios


Díli, 23 jul (Lusa) - A Fretilin obteve a maioria dos votos dos eleitores timorenses na diáspora, com 345 dos 1.086 votos expressos (31,77%), à frente do PLP e do CNRT, segundo dados finais provisórios dos centros de votação fora de Timor-Leste.

Os dados, compilados hoje pela Lusa com base em informação do Secretariado Técnico de Assistência Eleitoral (STAE), mostram que o quarto partido mais votado foi o PD e o quinto o Khunto.

Nas eleições legislativas de sábado foi possível votar em centros de votação instalados em três cidades australianas - Darwin, Melbourne e Sydey -, na Coreia do Sul, Portugal e Reino Unido.

No total votaram 1.086 eleitores de um universo de recenseados de 2.124, com a abstenção a ser de 49%.

Os dados totais da votação nesses centros mostram que a Frente Revolucionária do Timor-Leste Independente (Fretilin) obteve 345 votos (31,77%), o Partido Libertação Popular (PLP) obteve 255 votos ou 23,48%, e o Congresso Nacional da Reconstrução Timorense (CNRT) obteve 218 votos ou 20,07%.

O Partido Democrático (PD) obteve 42 votos ou 3,87% e o Kmanek Haburas Unidade Timor Oan (Khunto).

A cidade australiana de Melbourne foi o local onde a participação foi mais elevada (74,20%) e Londres a cidade onde foi mais baixa (42,31%).

ASP // FV.

Lugu: “Ami Prontu Simu Rezultadu Elpar”

DILI - Prezidente Jose Luis Guterres (Lugu), prontu atu simu rezultadu husi eleisaun parlamentar (elpar), tanba povu ida-idak sei vota ho konsiensia, se karik hetan konfiansa husi povu, iha posibilidade atu influensia politika governu nian.

Prezidente partidu Frenti Mudansa, (FM), Jose Luis  Guterres, vota iha sentru  votasaun iha suku Fatuhada, iha eskola baziku filial no 1, 2 Fatuhada, akompana husi Sekretariu Jeral partidu  Frenti Mudansa (FM), Ricardo Nheu, too iha fatin votasaun  tuku 10  resin.

Hafoin vota, ba jornalista, Prezidente  partidu  FM, Jose Luis  Guterres, hatete, simu ho laran tomak, tanba foin lalais halo kampana iha fatin hotu, ba buat neebee mak sira  fiar, ho komprimisu povu neebe simu ka lae, ida nee depende ba povu, neebe  sira  simu rezultadu ida nee, no sira prontu simu rezultadu, nomos prontu nafatin  atu servi  povu  TL, buat neebe mak  sira  fiar katak, atu hadia povu nian moris.

Governu Foun Tenke Garante Dalan Diak Ba Joventude

DILI – Governu foun tenke garante dalan diak ba joventude sira nia direitu, tanba nee sidadaun hotu ezerse direitu atu hodi deside partidu politiku ba ukun, hodi dezenvolve nasaun nia futuru.

Tuir Joventude feto Edit Monteiro Quintas neebe foin Primeira ves tuir eleisaun hatete, ohin loron nee nia  kontente tebes tanba objetivu nia ba iha sentru votasaun nee,  atu hodi  hili partidu neebe mak aban bainrua atu tau matan ba povu tomak, no mos atu sai  lider neebe mak diak hodi servi nasaun doben ida nee.

“Hau husu partidu se deit mak sae ba ukun atu haree ba dezenvolvimentu iha rai laran, liu-liu area ekonomia, edukasaun, kampu servisu ba ami joventude, aleinde mos haree area seluk tan neebe mak durante nee lao seidauk los atu bele haloos fila fali,” katak Edit ba STL iha sentru votasaun Suku Bairu Pite eskola Hans Klemm Sabadu (22/07/2017).

Nia hatete, hanesan joventude, foin primeira ves  tuir eleisaun, nia husu se deit mak sae ba ukun atu tau preoridade ba futuru joventude nian liu-liu ba  parte edukasaun nian, hodi loke bolsu estudu ba joven sira neebe mak iha kapasidade hodi bele estudu iha rai liur, hodi fila mai dezenvolve nasaun ida nee.

Nunee mos Francisco Trindade Salveiro hanesan komunidade husi Aldeia Rio de Janeiru Suku Bairu Pite hatete, ohin mai nee kumpri sira nia obrigasaun hanesan sidadaun Timor-Leste, tenke tuir votasaun.

Nunee mos Joventude Felisberto Amaral joventude mane hatete, hanesan sidadaun joventude husu ba governu foun atu tau atensaun ba povu tomak hodi hasai povu husi kain no mukit atu lori povu ba moris diak. Guilhermina Franco

Suara Timor Lorosae

ELEIÇÕES | Fretilin à frente com 29% dos votos nos resultados provisórios

Díli, 22 jul (Lusa) - A Fretilin lidera a contagem dos votos com 29,36%, cerca de três pontos percentuais à frente do Congresso Nacional de Reconstrução Timorense (CNRT), quando estão escurtinados 21% dos votos das eleições legislativas de hoje, em Timor-Leste.

Dados oficiais do Secretariado Técnico de Assistência Eleitoral (STAE) confirmam que a terceira força mais votada é, para já, o Partido de Libertação Popular (PLP), com 10,91% dos votos, à frente do Partido Democrático (PD), que tem 9,63% dos votos.

O único outro partido que ultrapassa a barreira de elegibilidade - cifrada em 4% dos votos válidos - é o Partido Khunto, que obtém para já 8,59% dos votos.

Os valores provisórios, que colocam à frente a Frente Revolucionária do Timor-Leste Independente (Fretilin) baseiam-se numa contagem concluída em 177 dos 843 centros de votação. Neste total já se incluem os resultados finais da população na Austrália e na Coreia do Sul, faltando escrutinar os votos em Portugal e no Reino Unido.

Estes são os resultados disponíveis sete horas após o fecho das urnas e o apuramento final dos resultados poderá demorar vários dias.

ELEIÇÕES | Timorenses vieram de longe até Lisboa, porque fazem questão de votar

Lisboa, 22 jul (Lusa) - Muitos vieram do Porto ou de Aveiro para participar na escolha dos responsáveis políticos de Timor-Leste, que hoje se realiza, apesar de estarem a milhares de quilómetros do seu país, que alguns não visitam há muitos anos.

Muitos são jovens, a maior parte a estudar em Portugal, alguns, idosos, fazem parte da lista de eleitores inscritos em Portugal e todos chegam com calma e orgulho à Embaixada da República Democrática de Timor-Leste, em Lisboa, para votar nas eleições legislativas do país que consideram seu, mesmo quando têm dupla nacionalidade.

Esperam numa fila, que, entre as 12:00 e 13:00, não era extensa, conversam em voz baixa, seguindo o conselho de alguns cartazes.

Na entrada de uma sala, dois jovens, com a camisola amarela ou azul do processo eleitoral, verificam os cartões de eleitor.

Na última parte da espera, os eleitores podem sentar-se. O passo seguinte é o espaço amplo onde estão dez funcionários eleitorais e é apresentado o cartão, recebido o boletim de voto, de dimensão equivalente a uma folha A3, e feita a escolha entre as 21 hipóteses.

sábado, 22 de julho de 2017

CNE: Votasaun iha Timor-Leste la'o lahó insidente grave, ho partisipasaun di'ak

Prezidente Komisaun Nasional ba Eleisaun timoroan nian hatete ona katak eleisaun lejislativu ne'ebé halo iha loron-sábadu ne'e iha Timor-Leste la'o ho normalidade, lahó insidente grave sira, ho partisipasaun di'ak ida hosi eleitor sira no prezensa "ativu" hosi fiskal partidáriu sira no observador sira.

"Iha jeral, situasaun hanesan kontroladu, buat hotu la'o ho di'ak, ho atendimentu di'ak hosi parte autoridade eleitoral sira", Alcino Baris hatete ba jornalista sira iha sentru imprensa CNE nian iha Díli.

"Ami iha partisipasaun di'ak ida, ho prezensa hosi fiskal barak hosi partidu polítiku sira, ho observasaun maka'as hosi CNE ho prezensa hosi observador internasional sira no nasional sira", nia explika.

Nia hatete mós katak akontese de'it situasaun ki'ik balun durante dadeer, hanesan atrazu oituan iha votasaun iha fatin votu rua tanba hotu tiha boletin sira no tenki lori fali ba fatin votu sira ne'e ho eskolta hosi polísia.

Baris ko'alia ba jornalista sira bainhira hala'o hela kontajen, prosesu ida ne'ebé karik sei hotu ofisialmente iha loron hirak tuirmai ne'e.

SAPO TL ho Lusa

Difisiente Triste ho Fatin Sentru Votasaun

DILI - Difisiente sira sente triste teb-tebes ho sentru votasaun iha suku Fatuhada, tanba fatin nee fisil teb-tebes ba difisiente sira neebe mak uza kadeira roda.

Preokupasaun nee hatoo husi Antonio Jose Aniceto, hanesan difisiente, sente  lamenta no triste teb-tebes ho fatin sentru votasaun suku Fatuhada iha eskola baziku filial no  1,2 Fatuhada, tanba fatin nee, nakonu ho fatuk, entaun ba sira neebe mak ho kondisaun difisiente sira nee, difisil teb-tebes, tanba uza kadeira roda, tanba nee, husu ba governu foun mai, karik aban bain rua presiza haree fatin neebe mak diak, atu nunee  labele fo impaktu ba sira ho kondisaun difisiente sira.

"Ba hau nia haree, votasaun ba tinan ida nee, hau hanoin iha mudansa no diak, maibe hau preokupa uituan nee, konaba fatin ba ami nudar difisiente sira nee, fatin ladun diak ba ami, tanba fatin nee mak hanesan buat ida karik menhanbat  ami nian maluk difisiente sira atu mai fo sira nian direitu atu vota nee, dala ruma sira mai too iha fatin nee, haree ba iha fatin nee ladun diak, sira  bele fila deit, maibe ami sira neebe mak  iha vontade hakarak vota, ami bele vota, nee duni, hau hanoin ba governu foun mai, sebele karik, haree didiak fatin neebe mak uza atu vota,” dehan Antonio ba STL hafoin vota iha sentru votasaun suku Fatuhada iha EBF no 1,2  Fatuhada  Dili Sabadu  (22/07/2017).

Timor-Leste | Eleições | SUBIDA DA ABSTENÇÃO E PREVISÍVEL MUDANÇA NO CENÁRIO POLÍTICO

Com a cláusula de barreira nos 4%, os partidos que obtenham cerca de 21 mil votos podem eleger deputados

Em Timor-Leste estão inscritos 764.858 eleitores, sendo certo que, a avaliar pela taxa de participação eleitoral das eleições presidenciais deste ano, e pela fraca afluência às urnas nestas eleições legislativas, o número de eleitores será bastante inferior, prevendo-se que entre 500 a 530 mil eleitores vão votar nas eleições parlamentares de 22 de Julho de 2017.

O dia em Díli está aparentemente calmo, com muito sol, e os eleitores foram votando, desde as 8 horas, até às 15 horas locais, perante observadores nacionais e internacionais (portugueses, australianos, da União Europeia e dos Estados Unidos da América, entre outros), e fiscais dos partidos políticos, note-se, no exterior das salas de votação, por terem sido proibidos de permanecer no interior dos centros de votação, o que mereceu de imediato a contestação do Partido Socialista de Timor (PST) junto da CNE.

CNE: Votação em Timor-Leste decorreu sem incidentes graves, com boa participação

O presidente da Comissão Nacional de Eleições timorense disse que as eleições legislativas de hoje em Timor-Leste decorreram com normalidade, sem incidentes graves, com uma boa participação dos eleitores e a presença "ativa" de fiscais partidários e observadores.

"Em termos gerais, a situação esteve controlada, tudo correu bem, com bom atendimento por parte das autoridades eleitorais", disse Alcino Baris aos jornalistas no centro de imprensa da CNE em Díli.

"Temos uma boa participação, ativa, com a presença de muitos fiscais dos partidos políticos, com observação rigorosa da CNE e com a presença de observadores internacionais e nacionais", explicou.

Segundo explicou, houve apenas situações menores durante o dia, como o atraso ligeiro na votação em dois locais de voto porque acabaram os boletins e tiveram que ser levados mais para o local, sob escolta policial.

Baris falou aos jornalistas quando já está a decorrer a contagem, um processo que só deverá estar concluído oficialmente nos próximos dias.

Lusa | SAPO TL

Urnas fecham e começa o prolongado processo de contagem

António Sampaio (Texto e vídeo), Nuno Veiga (Fotos), da Agência Lusa

Díli, 22 jul (Lusa) - Oficiais eleitorais, sob olhar constante de fiscais partidários e observadores, iniciaram o demorado processo de contagem de votos das eleições legislativas de hoje em Timor-Leste, que deverá tardar vários dias a estar concluído.

Dificuldades tecnológicas, acessos complicados em algumas zonas do país e o próprio sistema - que obriga a vários níveis de verificação de votos antes da certificação nacional e finalmente pelo Tribunal de Recurso - implicam que vai demorar até que haja resultados.

Numa das salas de aulas da Escola 30 de Agosto, próximo da rotunda Nicolau Lobato, de acesso ao aeroporto de Díli, por exemplo, a contagem propriamente dita só começou 80 minutos depois do fecho das urnas.

Deputadu Fretilin Baku Ema Ida

DILI – Mosu akontesementu ida, iha Ermera, Deputadu husi bankada partidu Fretilin, baku ema ida. No tuir informasaun vitima hanesan membru PLP iha suku Ponilala, Aldeia Kota Heu, Munisipiu Ermera.

Tuir Xefi Suku Ponilala Municipiu Ermera Amaro Silvero Dos Santos katak, akontese duni iha fatin votasaun deputadu husi bankada Fretilin Antonio Dos Santo 55 baku ema ida, maibe la indentifika nia husi partidu neebe.

"Sim akontese duni problema kiik ida, deputadu Fretilin baku Sirilio Da Costa Babo maibe, nee hanesan problema privadu sira nian. Maibe ami la haten no la indentifika problam husi nee, no vitima husi partidu neebe, ami la dun hatene, ”hateten Amaro ba STL via telefone Sabadu, (22/07/2017).

Afirma tan, agora dadaun vitima hatoo, ona keiza ba iha polisia ermera atu halo prosesu investigasaun. Maske akontese problema nee, maibe situsaun lao hakmatek, tanba hetan seguransa husi polisia sira. No populasaun sira mos, kontinua forma, atu espresa sira nia votu.

Deskonfia Tinta Elpar Fatin Balu Laiha Kualidade

DILI - Deskonfia tinta ba Eleisaun Parlamentar (Elpar) nian neebe tau iha eleitores sira nia liman hafoin halao votasaun, iha fatin balu laiha kualidade, tanba eleitores sira balu vota tiha fila uma fase ho bee deit tinta nee sai mos tiha, ida nee bele iha manipulasaun ruma.

Tuir Leitores  Teodosio de Rosa Alves  husi suku Bairu-Pite, Aldeia  Moris ba Dame hatete, hanesan sidadaun Timor-Leste  partisipa iha eventu demokrasia ida nee, maibe  sente  ladun diak tanba haree ba kualidade tinta ba eleisaun nee nian, ida nee deskonfia laiha kualidade tanba tinta nee fase  no kose ba parede deit mos sai mos tiha.

“Hau rona informasaun katak tinta nee lori bee fase deit mos tiha, neebe hau mos depois de vota sai mai kleur tiha, hau koko atu hamoos maibe tinta nee mos duni, ida nee ema balu bele halo manipulasaun,” katak Teodosio ba STL iha sentru votasaun Suku Bairu Pite eskola Hans Klemm.

Partidu Politiku Balun Laiha Fiskais iha Sentru Votasaun


DILI: Partidu politiku balun laiha fiskais iha sentru votasaun. Maski nune’e prosesu votasaun kontinua la’o hakmatek.

Tuir observasaun diariu INDEPENDENTE nota katak iha sentru votasaun Suku Bidau Lesidere, Kulu-hun, Bekora, Saburaka-Laran, Bairo-Pite no Balibar mak iha fiskais husi partidu hanesan FRETILIN, CNRT, PD, Frenti Mudansa no PLP.

Antes ne’e governu liu husi Sekretariadu Tekniku Administrasaun Eleitoral (STAE) fó sai katak kada partidu ida iha nia fiskais na’in lima iha sentru votasaun ida maibé realidade la hatudu partidu balun laiha fiskais.

Alende ne’e partidu kiik sira seluk ne’e balun iha fiskais maibé la to’o na’in lima no balun laiha kedas maske antes ne’e STAE halo ona kordenasaun ho sekretariadu partidu politiku ida-idak atu bele aprejenta nia fiskais hodi observa iha sentru votasaun.

Antes ne’e Diretor Jeral Sekretariadu Teknika Administrasaun Eleitoral, Acelino Manuel Branco hatete, partidu politiku sira iha dever no obrigasaun moral atu priense kriterius ne’ebé fó sai ona atu nune’e kada partidu politiku sira bele destaka nia fiskais iha kada sentru votasaun hodi halo observasaun ba prosesu votasaun to’o kontajen votus hahú husi anivel sentru votasaun to’o munisipiu.

Nia hatutan, ba partidu politku sira ne’ebé la kumpri regras ne’e laiha lei ida atu kondena hodi kriminaliza sira maibé hanesan partidu politiku ida tenke hatudu nia responsabilidade iha prosesu eleisaun ne’e la’o.

“Laiha lei ida atu kriminaliza sira atu halo multa ruma maibé kuandu problema mosu iha sentru votasaun ne’ebé sira laiha fiskais ne’e sira laiha direitu atu halo reklamasaun tanba partidu ne’e nia fiskais la iha,”dehan Acelino hafoin fahe informasaun ba reprejentantes partidu politiku sira iha salaun STAE fulan rua liu ba.

Independente

Horta: Partido Ne’ebé Manan Tenki Hatudu Sentidu Estadu

DILI: Premiado Nobel da Pas, José Ramos Horta apela ba partidu politiku sira hotu atu brani hatudu sentidu estadu bainhira povu fó fiar atu ukun.

Tuir eis Presidente ne’e katak povu nia votus mak futuru nasaun nian, tanba ne’e partidu politiku sira tenki simu rejultadu husi eleisaun ne’e.

“Ohin ita vota ba elpar, fiar katak horsida kalan rona ona rejultadu provizoriu, ne’e duni parpol se deit mak manan tenki brani hatudu sentidu estadu ho diak,”dehan Horta hafoin ezerse nia direitu vota, iha Eskola Farol, Dili, sabdu ohin.

Aliende ne’e, Horta mós fó nia observasaun ba situasaun kampaña partidu politiku ne’ebé la’o durante fulan ida katak la’o hakmatek tebes. Nu’udar lider nia orguillu no kontente tanba Timor-Leste nia demokrasia buras liu no forte kompara ho nasaun sira seluk.

“Ha’u haree situasaun durante ne’e la’o kalma tebes, nu’udar lider ida hau senti kontente tebes,”dehan nia.

Jose Sarito Amaral | Independente

Ramos-Horta pede a líderes políticos "sentido de Estado"


Díli, 22 jul (Lusa) - O ex-Presidente timorense José Ramos-Horta afirmou hoje que independentemente de quem vença as eleições legislativas todos os líderes políticos devem "mostrar sentido de Estado" porque Timor-Leste "precisa de todos".

"Quem vier em primeiro lugar tem que mostrar a sua grandeza de líder e de político. Primeiro deve felicitar todos os outros, abraçá-los, convidá-los para o diálogo sobre o futuro deste país", disse à Lusa, depois de votar em Díli.

"Os que vierem em segundo, terceiro ou quarto, devem mostrar grandeza de verdadeiros líderes, democratas, saudar o partido que venceu, oferecer a sua colaboração para que todos juntos possam consolidar a paz e o Estado democrático", acrescentou.

Ramos-Horta votou numa escola no bairro de Metiaut, próximo das zonas das praias de Díli, onde reside e onde, pouco tempo depois, votou também o antigo chefe de Estado Taur Matan Ruak, que se estreia nestas eleições legislativas à frente do Partido Libertação opular (PLP).

Taur Matan Ruak vota como líder de novo partido timorense

Díli, 22 jul (Lusa) - O ex-Presidente timorense Taur Matan Ruak votou hoje pela primeira vez enquanto líder do PLP e garantiu que a paz e estabilidade vão continuar no país porque "nenhum idiota" quer "o mal" de Timor-Leste.

"Não há nenhum idiota em Timor-Leste que queira o mal do nosso país. Acho que todos os líderes têm noção disto", afirmou Taur Matan Ruak, depois de votar numa escola no bairro onde vive, Metiaut, onde chegou com a mulher, Isabel Ferreira.

"Conseguimos a nossa independência a preço de sangue e não admitiremos que apareça alguém, algum idiota, que queira desestabilizar isso", garantiu.

Sem querer especular sobre os resultados - "depois das eleições fala-se do resultado" - Taur Matan Ruak disse que, aconteça o que acontecer, estará "disponível para continuar a trabalhar pelo país e pelo povo" timorenses.

Em março, nas eleições presidenciais em que Francisco Guterres Lu-Olo fo eleito seu sucessor, Taur Matan Ruak votou no mesmo local enquanto ainda chefe de Estado.

Desta feita votou como líder do Partido Libertação Popular (PLP) - a força política que aspira entrar no Parlamento Nacional - mas garantiu que "não mudou nada".

"É igual. Não mudou nada. Estou a exercer um direito de cidadania. É o que todos os cidadãos fazem em altura de eleições", afirmou.

Os eleitores timorenses escolhem hoje os 65 membros do Parlamento Nacional.

ASP // EJ

FRETILIN Prontu Apoiu Partidu Eleitu

DILI, (TATOLI) – Sekretáriu Jerál Partidu Frente Revolusionariu Timor-Leste Independente (FRETILIN), Marí Alkatiri hateten FRETILIN sei fó apoiu tomak ba partidu ida ne’ebé maka sei eleitu iha eleisaun parlamentár.

Marí hato’o kestaun ne’e ba jornalista sira iha Ensinu Primária Farol, Dili, sábadu dadér ne’e, hafoin ezerse ninia direitu votu.

Nia dehan maske partidu ket-ketak maibé Nasaun presiza timoroan sira nia partisipasaun iha Governu atu bele halo Timor sai país ida buras liu.

Eis Primeiru Ministru ne’e hatutan FRETILIN sei la ukun mesak bainhira manán iha eleisaun, maibé buka harii grande inkluzaun ho ema hotu-hotu inklui Kay Rala Xanana Gusmão hosi partidu Kongresu Nasionál Rekonstrusaun Timor (CNRT-sigla portugés).

Fundadór ida nasaun ne’e hato’o parabéns ba líder partidu polítiku tomak nomós povu  tanba hala’o prosesu demokrasia ne’e ho pasífiku tebes.

“Nasaun atus resin maka adota demokrasia maibé lahanesan ita nian ne’e. Ita nia demokrasia la’o di’ak tebes no respeita malu”, Marí esklarese.

Jornalista: Xisto Freitas | Editora: Rita Almeida

Foto: Marí Alkatiri halo intervista ho jornalista sira iha Ensinu Primária Farol, Dili, sábadu dadér ne'e, hafoin ezerse ninia direitu votu. Foto Tatoli/Xisto Freitas

Lú Olo Sei Serbisu Hamutuk ho Partidu Ne’ebé Sai Vensedór

DILI, (TATOLI) – Prezidente Repúblika, Francisco Guterres Lú Olo hateten dirijente partidu polítiku sira ho nia militante hatudu ona prova katak hotu-hotu hakarak estabilidade.

“Ohin nu’udar loron eleisaun ninian, ha’u fiar katak povu tomak sei garante estabilidade hodi hakat ba iha urna sira para husik hela sira nia votu hodi hili partidu sira atu ukun,” Lú Olo dehan asuntu ne’e ba jornalista sira iha sentru votasaun, Eskola Primária Farol, Dili, sábadu dadér ohin.

Nia haktuir povu ida ne’e hatudu ninia maturidade ás teb-tebes durante kampaña no nia sente orgullu aktu ida ne’e tanba projeta imajen ba komunidade internasionál katak povu hakuak duni pás no estabilidade.

Iha biban ne’e, nia promete katak nia sei serbisu hamutuk ho partidu ne’ebé de’it maka manán iha eleisaun tanba partidu ida ne’ebé manán nu’udar timoroan maka manán.

Hanesan Xefe Estadu, nia dehan, kontinua kaer ninia komprimisu katak prezidente ba povu tomak no sei hakuak povu tomak.

Jornalista: Xisto Freitas | Editora: Rita Almeida

Foto: Xefe Estadu, Francisco Guterres Lú Olo akompaña hosi ninia espoza hafoin ezerse ninia direitu votu iha Ensinu Primária Farol, Dili, sábadu dadér ne'e. Foto Tatoli/António Goncalves

Letemumu Fasilita Sentru Votasaun Rua Hodi Evita Komunidade La’o Kilómetru Sia

KELIKAI, (TATOLI) – Sufrájiu parlamentár 2017 iha suku Letemumu hafahe ba sentru votasaun rua tanba suku ne’e maiór pepolusaun entre suku sira iha postu administrativu Kelikai, autoridade munisipál Baukau hodi evita komunidade la’o ho distánsia dook husi kilómetru sia atubele to’o iha sentru votasaun.

Xefe Suku Letemumu, Paulo Morreira Soares hatete tanba distánsia husi aldeia Manumé-Uaidora ne’e iha liu foho Matebian okos no dook nomós ferik-katuas sira ne’ebé la’o labele lamai vota, tanba ne’e habelar tan sentru votasaun iha aldeia Laumana ho aumenta sentru votasaun ida iha suku nian.

“Atu komunidade bele partisipa iha prosesu demokrasia ho di’ak. Iha Eleisaun Prezidensiál lakonsege koloka iha Laumana maibé ohin ne’e bele loke iha ne’ebá”, Paulo katak iha Suku Letemumu, ohin.

Brigada Sentru Votasaun Suku Letemumu, Armindo Sarmento hatete dezde eleisaun iha 2002 komunidade hamutuk ho autoridade lokál sira hakarak loke tan sentru votasaun ida ba suku nian.

CNRT Kontinua Hakuak Forsa Polítika Hotu iha Governasaun Foun

DILI, (TATOLI) – Eis Sekretáriu Jerál Partidu Kongresu Nasionál Rekonstrusaun Timor (CNRT-sigla portugés), Dionísio Babo hateten CNRT kontinua serbisu hamutuk ho forsa polítika hotu bainhira manán iha eleisaun parlamentár hodi kontribui ba konstrusaun Nasaun.

“Eleisaun rua tui-tuir malu (2007 no 2012) prova ona katak CNRT hakuak partidu hotu-hotu. CNRT kontinua hatudu maturidade polítika ba partidu hotu-hotu katak ita tenke serbisu hamutuk hodi hadi’a ita nia Nasaun no povu nia moris”, Dionísio hato’o informasaun ne’e ba jornalista sira iha sentru votasaun Eskola Primária Farol Dili, sábado dader ohin.

Kona-ba maturidade timoroan, kuadru superior CNRT ne’e informa índise demokrasia mundiál hatudu Timor-Leste nu’udar Nasaun ida ne’ebé demokrátiku liu iha Ázia iha era ida ne’e.

Nia esplika Timor-Leste demokrátiku liu tanba timoroan nia sivizmu ás teb-tebes. Indikadór maka eleisaun suku iha 2016, eleisaun prezidensiál iha fulan hirak liu-ba no kampaña eleisaun parlamentár hatudu katak laiha violénsia.

Jornalista: Xisto Freitas | Editora: Rita Almeida

Foto: Eis Sekretáriu Jerál Partidu Kongresu Nasionál Rekonstrusaun Timor (CNRT-sigla portugés), Dionísio Babo halo intervista ho jornalista sira iha Ensinu Primária Farol, Dili, sábadu dadér ne'e, hafoin ezerse ninia direitu votu. Foto Tatoli/Xisto Freitas

Presidente do PD reitera defesa de Governo de inclusão

Díli, 22 jul (Lusa) - O presidente do Partido Democrático (PD) timorense, terceira força política do país, disse hoje que, independentemente do resultado das legislativas, o melhor para Timor-Leste é o multipartidarismo e um Governo de inclusão.

"Desde o início que o que o PD propõe é um Governo de inclusão para utilizar todas as potencias dos cidadãos para governar e participar no processo de desenvolvimento, construção do Estado e da nação", disse Mariano Sabino, depois de votar numa escola no Bairro Pité, no centro de Díli.

"O multipartidarismo está no centro da democracia. Só no multipartidarismo se dialoga com todos. Se houver uma maioria sozinho, o líder impõe a ação política e não precisa dialogar", afirmou.

Outrora uma das vozes da nova geração timorense - fez parte do movimento jovem da resistência timorense, a Renetil - Sabino foi votar com o filho, Alcon: "Chama-se Alcon porque é a Luta Continua", explicou, ao apresentar o filho que cumpriu 17 anos em abril e se estreou como eleitor.

PR timorense confiante na paz e na estabilidade

Díli, 22 jun (Lusa) - O Presidente da República timorense mostrou-se hoje convicto de que os lideres e a população do país saberão manter na votação e escrutínio o clima de paz e estabilidade que caracterizou a campanha para as legislativas de hoje.

"O povo, os partidos políticos, os militantes deram uma prova de maturidade de quererem a paz e a estabilidade. Estou confiante de que hoje todo o povo garantirá a paz e a estabilidade e irá às urnas expressar a sua vontade politica, escolhendo os membros do Parlamento", disse Francisco Guterres Lu-Olo.

"Estou muito confiante porque o povo, os partidos e os militantes dos partidos dos partidos políticos já demonstraram pela prática durante a campanha que não houve incidentes e acredito que esta eleição vai decorrer num ambiente de paz e estabilidade", reforçou.

O chefe de Estado falava aos jornalistas momentos depois de votar, com a sua mulher, na escola nº.1 do Farol, em Díli, no primeiro ato eleitoral em Timor-Leste desde a independência em que não fez campanha.

"Foram 17 anos nas campanhas. Esta é a primeira vez em que não participei. Embora tivesse algum sentimento sobre essa postura politica, devo dizer muito claramente que continuo a cumprir o meu compromisso, como Presidente de todos os timorenses e, por isso, não participei na campanha", disse.

As urnas encerram às 15:00 locais (07:00 em Lisboa).

ASP // ARA

Mari Alkatiri vota confiante na vitória da Fretilin nas legislativas

Díli, 22 jun (Lusa) - O secretário-geral da Fretilin, Mari Alkatiri, manifestou-se hoje confiante na vitória do seu partido nas legislativas de hoje, em declarações pouco depois de votar no bairro do Farol, no centro de Díli.

"A minha esperança é a vitória. Esperança não, certeza", disse Alkatiri, que saudou a maturidade com que decorreu a campanha eleitoral, mostrando-se esperançado de que isso continue durante a votação e contagem dos votos.

Ainda assim denunciou que dois sobrinhos foram feridos, ao final da noite de sexta-feira, quando saiam de um jantar e foram confrontados por um grupo de jovens que gritaram vivas a outro partido.

"Há certas emoções, não a nível da liderança. Há certas lideranças que conseguem controlar os seus seguidores e outras que podem não conseguir. Ainda esta madrugada houve problemas aqui próximo envolvendo familiares meus que foram parar ao hospital e jovens que se afirmam como apoiantes de um partido novo concorrente", explicou Alkatiri.

"A policia foi informada da ocorrência", disse, sem identificar o partido.

Segundo explicou, os dois jovens tiveram que receber atenção médica no Hospital Nacional Guido Valadares, em Díli, tendo um deles recebido mais de 30 pontos por ferimentos.

As urnas, que abriram às 07:00 locais (23:00 de sexta-feira em Lisboa) encerram às 15:00.

ASP // ARA

Urnas abrem para as legislativas timorenses

Díli, 21 jul (Lusa) - As 1.121 estações de voto para as eleições legislativas de hoje em Timor-Leste, abriram às 07:00 de sábado (23:00 de hoje em Lisboa), com funcionários e fiscais eleitorais, policiais e observadores a votarem primeiro.

O voto, de onde sairão os 65 membros do Parlamento Nacional, que terá depois o poder para formar o VII Governo constitucional, é o segundo ato eleitoral, depois das presidenciais de 20 de março passado, organizado pelas autoridades timorenses sem assistência das Nações Unidas.

Na Escola N.º 1 do Farol, no centro de Díli, como nos restantes estabelecimentos de ensino onde funcionam praticamente todos os locais de votação, o processo começou ainda antes das 07:00, com oficiais eleitorais, na presença de fiscais partidários e observadores, a selar as urnas.

Um oficial, com a camisola amarela que os caracteriza, leu o número de série nos dois selos brancos com que as urnas são seladas.

East Timor votes for parliament amid huge challenges


East Timor headed to the polls to elect a new parliament Saturday as Asia's youngest democracy battles economic challenges 15 years after gaining its independence from Indonesia.

About 760,000 people are expected to cast their votes for candidates from 21 parties in the tiny half-island nation, in the first parliamentary election since the departure of United Nations peacekeepers in 2012.

The polls come at a challenging time for the country, with key oil reserves running dry while the government struggles to resolve a long-running row with Australia over lucrative energy fields.

But despite fears of violence, there were no reports of unrest in the run-up to the election.

"I am happy I can vote today because it's important we choose the best to lead our country," said voter Mateus Araujo.

Corruption on voters' minds in East Timor


Having emerged from the shadow of conflict and political upheaval, voters in East Timor say they now want leaders to tackle corruption and basic needs.

While East Timor's president has praised the peace and stability surrounding the parliamentary election, voters say it is time for the government to tackle corruption and daily needs in a country facing an uncertain economic future.

In a country dogged by conflict and political upheaval, there was calm and good humour on Saturday morning as polling stations opened for 750,000 people to cast their vote on 21 parties vying for 65 parliamentary seats.

Francisco "Lu-Olo" Guterres and his wife, Cidalia Mouzinho Guterres, joined families and several other members of parliament at a polling station at Farol primary school in the capital, Dili, where he praised the "peace and stability" of the campaign.

"I feel happy and proud that during the one-month campaign. These people are already showing the international community that in Timor Leste we hold (elections) in peace and stability," he told reporters.

East Timor's parliamentary elections preparation in Dili, East Timor Photos and Images

East Timorese soldiers gather while distributing ballot boxes for the upcoming parliamentary election in Dili, East Timor, also known as Timor Leste, 21 July 2017. East Timor Legislative elections will take place on 22 July 2017. EPA/ANTONIO DASIPARU


An East Timorese worker stands near ballot boxes as they are distributed prior to the upcoming parliamentary election in Dili, East Timor, also known as Timor Leste, 21 July 2017. East Timor Legislative elections will take place on 22 July 2017. EPA/ANTONIO DASIPARU

East Timorese workers load ballot boxes into a truck as they are distributed prior to upcoming parliamentary election in Dili, East Timor, also known as Timor Leste, 21 July 2017. East Timor Legislative elections will take place on 22 July 2017. EPA/ANTONIO DASIPARU

Professores Pre-Eskolar Too Ensinu Superior Tenke Hatene Portugues

DILI – Ministeriu Edukasaun (ME), husu ba professor sira hahu husi pre-eskolar too ensinu superior tenke hatene koalia lian portugues, atu nunee bele hanorin estudante uza lian refere.

Tuir II vise Ministru Edukasaun Abel Ximenes katak, professor sira neebe mak hatene koalia lian portugues, hanorin estudantes ho lian portugues, tanba nee iha alternativa diak ida.

“Ita presiza professor sira neebe mak hatene koalia lian portugues, para hanorin estudantes ho lian portugues, tanba nee, ami haree universidade aberta Portugal ninia, hanesan iha alternativa diak ida, neebe ita bele hela nafatin iha Timor servisu nafatin, no hamutuk ho familia, lalika gasta osan barak, ba eskrebe iha universidade aberta, iha tempu badak, tinan rua ou tinan resin bele akabamastradu,” dehan vise ME Abel ba jornalista iha edifisiu ME Vila-Verde Dili, Kuarta (19/07/2017).

Abel salienta, professor tenke hatene portugues, tanba koalia professor nee, professor pre eskolar, ensinu baziku, sekundariu, inklui mos professor iha ensinu superior, hotu-hotu tenke hatene lian portugues.

Nunee mos Pe. Urbanus Bunga Lolon, SVD, hanesan Reitor Institute Siensia Relizioja (ICR), hatete, konaba lian portugues, governu liu husi ME, durante nee sempre fasilita dosente sira, hodi bele tuir formasaun konaba lian portugues. Jacinta Sequeira

Suara Timor Lorosae

Kompete Iha Kampu Servisu Depende Kualidade Graduadu

DILI – Maske universidade iha Timor Leste (TL), kada tinan halo graduasaun ba graduadu sira, maibe bainhira atu kompete iha kampu servisu, depende ba kualidade graduadu sira.

Preokupasaun nee hatoo husi Reitor Institute Siensia Relijioza (ICR) Pe. Urbanus Bunga Lolon SVD, hatete, tinan-tinan universidade halo graduasaun, siqnifika sira neebe mak hetan graduasaun nee, espera sira bele hetan servisu, tanba estudante sira iha mehi ida katak, bainhira remata estudu iha universidade sira tenke hetan servisu, primeiru oinsa estudante sira neebe hetan graduasaun nee, sira nian kualidade oinsa, diak ka lae, bainhira sira nian kualidade la diak, sira mos labele hetan servisu.

Fretilin denuncia alegada intimidação de apoiantes do PLP em Laga

Díli, 21 jul (Lusa) - A Fretilin, segundo partido mais votado de Timor-Leste, acusou hoje simpatizantes do Partido de Libertação Popular (PLP) de intimidarem eleitores no distrito de Baucau, denúncia que o partido rejeita e que as autoridades estão a investigar.

Em comunicado divulgado na véspera das eleições legislativas, que decorrem no sábado, a Frente Revolucionária do Timor-Leste Independente (Fretilin) diz que, "durante os últimos dias, alguns membros do Partido de Libertação Popular (PLP) têm vindo a intimidar comunidades" de vários sucos (freguesias) da zona de Laga, distrito de Baucau, "ameaçando que caso não votem para o seu partido as suas casas serão destruídas e quem vote contra o PLP será morto".

A Fretilin denunciou o caso junto das autoridades eleitorais e das forças de segurança e pede "que observem e providenciem segurança às comunidades dessas áreas para permitir que possam exercer o seu direito democrático com liberdade", refere o secretário-geral adjunto do partido, José Reis, citado no comunicado.

O partido pede aos observadores no terreno que estejam "atentos a esta situação" e à população de Laga "para que não se deixe intimidar", encorajando os membros da comunidade para que apresentem queixa junto da polícia.

Reconhecimento da CPLP virá com o amadurecimento do bloco e difusão do português

Brasília, 20 jul (Lusa) - O ministro dos Negócios Estrangeiros do Brasil, Aloysio Nunes, afirmou hoje que o reconhecimento da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) aumentará com o amadurecimento do bloco e a difusão do português no mundo.

"[O aumento da visibilidade]é uma questão de amadurecimento da CPLP, passa pela coordenação política entre os países que a compõem, principalmente nos organismos internacionais, e também pela difusão da língua portuguesa", disse.

O ministro brasileiro recebe os homólogos dos oito países-membros da CPLP (Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste) para uma reunião em Brasília.

Em entrevista exclusiva à Lusa, Aloysio Nunes adiantou alguns temas que serão discutidos no encontro e se mostrou otimista ao mencionar o interesse de outras nações não falantes do português em estreitar laços com bloco lusófono, que conta já com dez países associados.

Fretilin akuza alegasaun intimidasaun hosi apoiante sira PLP nian iha Laga

Fretilin, partidu daruak ne'ebé hetan liu votasaun iha Timor-Leste, iha loron-sesta ne'e akuza simpatizante sira hosi Partido de Libertação Popular (PLP) halo intimidasaun ba eleitor sira iha distritu Baucau, kesar ne'ebé partidu rejeita no ne'ebé maka hetan ona investigasaun hos autoridade sira.

Iha komunikadu ne'ebé fó sai antes eleisaun lejislativu sira, ne'ebé akontese iha loron-sábadu, Frente Revolucionária do Timor-Leste Independente (Fretilin) hatete katak, "durante loron hirak ikus ne'e, membru balun hosi Partido de Libertação Popular (PLP) halo intimidasaun ba komunidade sira" iha suku oioin iha zona Laga nian, distritu Baucau, "ameasa katak bainhira sira la vota ba iha nia partidu sira nia uma sei hetan estraga no sé maka vota kontra PLP sei mate".

Fretilin hato'o kazu ne'e ba autoridade eleitoral sira no ba forsa sira seguransa nian no husu "atu observa no halo prevensaun seguransa ba komunidade sira hosi área sira ne'e hodi permiti atu sira bele uza sira nia direitu demokrátiku ho liberdade", refere hosi sekretáriu-jeral adjuntu partidu nian, José Reis, ne'ebé haktuir iha komunikadu.

PR: Hamenus no halakon kiak tenki sai hanesan "prioridade regular"

Iha loron-kinta ne'e Prezidente Repúblika timoroan hatete katak hamenus ho halakon kiak hanesan "prioridade regular hosi asaun Estadu nian" no ne'ebé susesu hosi prosesu polítiku tenki avalia mós hosi dezenvolvimentu sosial ho ekonómiku nasaun nian.

Iha diskursu iha Díli oras 48 antes eleisaun lejislativu sira, iha siklu eleitoral dahaat nasaun nian ne'ebé iha tinan 2002 restaura ona nia independénsia, Francisco Guterres Lu-Olo hatete ona katak "konsolidasaun hosi estadu Direitu reforsa konfiansa hosi sidadaun sira no hosi ajente ekonómiku sira".

Realizasaun hosi "eleisaun livre sira, pasífiku sira no izentu sira hanesan importante tebes hodi ita bele fó atrasaun ba nasaun, no mós fortalese konfiansa hosi família sira, hosi sosiedade, no hosi investidor sira, nasional ho internasional, ne'ebé bele kontribui hodi harii empregu sira no aselera prosesu dezenvolvimentu nasional nian", Lu-Olo afirma.

"Estabilidade polítika hamosu konfiansa iha ajente sosial no ekonómiku sira no promove dezenvolvimentu", nia hatete.

Estudu: Indíjena sira to'o iha Austrália iha tinan 65.000 liubá


Povoador dahuluk sira hosi Austrália to'o iha kontinente austral iha tinan 65.000 liubá, besik tinan 15.000 antes ne'ebé maka fiar to'o agora, hatete hosi investigasaun arkeolójiku foun ida ne'ebé maka publika iha loron-kinta ne'e.

Konkluzaun ne'e mosu hafoin kee abrigu Madjedbebe, situa iha parke Kakadu, iha norte Austrália, fatin ida ne'ebé importante tebes hosi rejiaun ne'ebé maka koñesidu tanba galeria sira pintura nian.

Entre tinan 2012 ho 2015, ekipa ida arkeólogu sira nian kee fali fatin, ne'ebé konsidera hanesan hela fatin dahuluk ema nian iha Austrália, liutiha tinan 30 hosi estudu ida ne'ebé antes hatete ona nia antiguidade entre tinan 50.000 ho 60.000.

Investigasaun uza ona téknika análize foun sira, inklui datasaun ho enerjia luminoza - ne'ebé determina bainhira rai-henek oituan ida kona loron-matan ba dala ikus -, permiti hamenus tinan hosi parte ne'ebé klean tebes ne'ebé maka akontese iha tempu antigu.

Timor-Leste Independence Day


VOTA! | O VOTO É SECRETO | VOTA! | TIMORENSE, PARTICIPA NA ESCOLHA DO TEU FUTURO!


Artigo 46.º (Direito de participação política)

1. Todo o cidadão tem o direito de participar, por si ou através de representantes democraticamente eleitos, na vida política e nos assuntos públicos do país.

2. Todo o cidadão tem o direito de constituir e de participar em partidos políticos.

3. A constituição e a organização dos partidos políticos são reguladas por lei.

Artigo 47.º (Direito de sufrágio)

1. Todo o cidadão maior de dezassete anos tem o direito de votar e de ser eleito.

2. O exercício do direito de sufrágio é pessoal e constitui um dever cívico.